Jacarezinho

Jacarezinho ainda convive com estragos causados por tempestade

Árvores caídas e casas danificadas mantém vivo o cenário de destruição causado pela tempestade da semana passada 

Por toda cidade existem árvores caídas, inclusive em ruas centrais e avenidas

Da Redação


Uma semana após a tempestade que é considerada a mais violenta da história de Jacarezinho, os moradores locais ainda convivem com boa parte do cenário de destruição causado pelas rajadas de vento. Por toda a cidade existem árvores caídas e muros e telhados danificados.

Embora equipes da prefeitura, dos Bombeiros e da CPFL Energia tenham realizado os reparos emergenciais, como o retorno rápido do fornecimento de energia elétrica e desobstrução de ruas e avenidas interditadas por árvores caídas, foram muitas as ocorrências e em diferentes bairros da zona urbana, o que demanda dias e dias de trabalho para que a situação seja normalizada.

E são exatamente as árvores caídas que não deixam os moradores esquecer do fatídico dia 19 de agosto. Em alguns bairros, como no Parque Bela Vista, por exemplo, praticamente todas as ruas têm galhos e árvores inteiras em ruas e calçadas.

No centro da cidade também não é difícil encontrar os vestígios do vendaval e não são raras as vias que ainda têm árvores quebradas – assim como muros e outras estruturas físicas. Várias placas de sinalização também foram danificadas.

Na periferia ainda existem entulhos com restos de telhas, muros e paredes destruídos que aguardam a retirada. Casas cobertas com lonas começam agora, com o tempo seco, a receber os devidos reparos.

PRÉDIOS PÚBLICOS

Entre os prédios públicos do município, alguns foram duramente castigados, como o Centro de Ciências e Saúde (antiga Faculdade de Educação Física) da UENP (Universidade Estadual do Norte do Paraná), que foi praticamente destruído pela tempestade.

Situação complicada também vivem o Centro da Juventude de Jacarezinho, a Ciretran e a rodoviária nova, todos com diferentes danos, especialmente nos telhados.

FENÔMENO

A tempestade atingiu boa parte da zona urbana de Jacarezinho por volta das 8h da manhã do dia 19, quarta-feira passada. Foram cerca de dois minutos de rajadas muito intensas de vento seguidos de uma forte chuva de granizo. O resultado foram mais de 200 árvores destruídas e centenas de casas danificadas, assim como alguns carros atingidos por galhos ou por árvores inteiras. Pelo menos duas pessoas ficaram feridas e precisaram ser encaminhados para hospitais de centros maiores para atendimento médico.

Deixe um Comentário