Cambará

Infestação de escorpiões assusta moradores

Em algumas áreas de terrenos abandonados e com vegetação, proliferação é assustadora

Os moradores estão preocupados com os riscos de acidentes com escorpiões em Cambará
CRÉDITO: Divulgação

Da Redação


Os moradores de Cambará têm convivido com infestações de escorpiões que estão assustando a população pelo número de pessoas atingidas por suas picadas venenosas. São inúmeros relatos de casos de aparição e acidentes envolvendo o aracnídeo, o que gera grande preocupação na comunidade.

Na última quinta-feira (12) a reportagem da Tribuna do Vale acompanhou um caso em que dá uma dimensão do problema. Apavorada com as invasões à sua residência, uma comerciante resolveu adotar algumas medidas para, pelo menos, minimizar o problemas instalando vedações em todos os pontos da casa.

Enquanto conversava com a reportagem, um dos trabalhadores acabou sendo picado por um escorpião e teve que ser imediatamente levado ao pronto socorro. Em poucos minutos após a picada, o homem se contorcia em dores, só amenizadas após ser medicado.

A comerciante, que pediu anonimato, contou que tem eliminado, em média, 20 escorpiões por dia e morre de medo que um de seus netos que moram com ela acabe sendo vítima desses animais.

Infestação

Com a proximidade do verão, quando as altas temperaturas de Cambará devem ficar ainda mais elevadas, o problema pode se agravar caso não haja medidas efetivas por parte do poder público e da população. 

Nos últimos dias foram vários casos de leitores da Tribuna do Vale que entraram em contato com o jornal para reclamar da situação e cobrar por respostas e medidas do município para tentar frear a proliferação dos escorpiões. 

Segundo os relatos, já são vários os casos onde os moradores adotam medidas de combate aos escorpiões, porém, apenas medidas coletivas vão ter maior eficácia diante já da quantidade dos animais peçonhentos em Cambará.

A reportagem tentou contato com a prefeitura para saber mais detalhes sobre o caso, porém na Vigilância Sanitária houve a confirmação da situação, mas que apenas o secretário de Saúde teria condições de explicar o que está sendo feito para combater o problema. Apesar das várias tentativas de ligações na secretaria de Saúde, as chamadas não foram atendidas. 

Vale citar que o caso de Cambará não é isolado e vários outros municípios do Norte Pioneiro também enfrentam problemas com a aparição de escorpiões. 

O que atrai

Os moradores não só de Cambará, mas de toda a região devem tomar algumas precauções para evitar criar ambientes propícios onde escorpiões podem viver e se procriar. Evitar a qualquer custo entulhos, madeiras e telhas em quintais ou calçadas já é uma medida preventiva, assim como manter gramados podados e limpos.

A existência de baratas e insetos, que são alimentos dos escorpiões, fatalmente atrai os animais peçonhentos, então limpeza é fundamental. A instalação de telas nos ralos, protetores nas tomadas e vedação em portas, janelas e pisos também é de grande valia. 

A maioria dos casos de picadas de escorpião causam dores fortes e febres, mas quando a vítima é criança, idoso ou tem outros problemas de saúde os cuidados devem ser redobrados. 

Deixe um Comentário