Santo Antônio da Platina

Hospital do Câncer aguarda liberação de estrutura da UPA para se instalar

Mudança de finalidade para utilização do prédio da Unidade de Pronto Atendimento foi autorizada pelo Ministério da Saúde 

Terreno doado ao Hospital do Câncer de Londrina tem mais de seis mil metros e fica ao lado da UPA
CRÉDITO: Antônio de Picolli

Luiz Guilherme Bannwart


Uma comitiva com 10 representantes da diretoria do Hospital do Câncer de Londrina esteve na manhã de ontem (27) no gabinete do prefeito de Santo Antônio da Platina, José da Silva Coelho Neto (PHS), o Professor Zezão, para receber a escritura de doação de um terreno do município, anexo ao prédio da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) construído pelo Governo Federal no Parque Rennó, cuja estrutura será utilizada para as instalações de uma unidade de prevenção e diagnóstico de câncer.

O terreno em questão tem mais de seis mil metros e será incorporada ao prédio da UPA, que teve a construção finalizada em 2017, mas nunca foi utilizada por opção da atual administração em razão da reforma e ampliação do Pronto Socorro Municipal. A mudança de finalidade requerida pelo prefeito Zezão ao Ministério da Saúde foi autorizada, restando apenas algumas questões pontuais para a cessão da edificação ao Hospital do Câncer de Londrina.

Prefeito Zezão assina escritura de doação de terreno ao Hospital do Câncer de Londrina
CRÉDITO: Antônio de Picolli

“O pedido feito por nós à época ao Governo Federal que viabilizou a mudança de finalidade dessas UPAs a vários municípios, em todo o País. Atendemos todas as exigências do Ministério da Saúde, restando apenas a devolução de um recurso federal que está na conta da prefeitura desde que as obras foram concluídas. Esse dinheiro seria utilizado na manutenção da unidade, mas como os planos mudaram e as negociações com o Hospital do Câncer avançaram temos que devolvê-lo, o que depende de um Projeto de Lei que a Câmara de Vereadores deve aprovar em breve”, explica o prefeito.

O presidente do Hospital do Câncer de Londrina, Francisco Ontivero, falou sobre a escolha do município de Santo Antônio da Platina para receber a unidade hospitalar, salientando o empenho da classe política e da comunidade em geral para a viabilização do projeto. “Construir um hospital é fácil, mas mantê-lo é muito difícil. No entanto, percebemos que a população platinense está preparada para esse desafio, que certamente irá beneficiar toda uma região”, avalia Ontivero lembrando o início da gestão

Comunidade entrega escritura de terreno para instalação de unidade do Hospital do Câncer de Londrina
CRÉDITO: Antônio de Picolli

.“Quando assumimos o Hospital do Câncer de Londrina a instituição estava quebrada, mas a comunidade abraçou a causa e a vontade de cada uma dessas pessoas somada à parceria com os governos estadual e federal fez com que as coisas se materializassem. Hoje atendemos 220 municípios”, assinala.

A diretora de Ações Estratégicas do Hospital do Câncer de Londrina, Mara Rossival Fernandes, complementou. “Tudo começa com um sonho, e enquanto vocês sonhavam com o Hospital do Câncer em Santo Antônio da Platina, nós também sonhávamos em crescer, em achar uma forma de oferecer mais rápido o atendimento aos pacientes.

Infelizmente muitos deles chegam ao HCL em estágio já avançado da doença, e o nosso sonho era construir centros de prevenção e diagnósticos em alguns lugares estratégicos. O Hospital do Câncer de Londrina começou desta forma, encaminhando pacientes para Curitiba. É uma sementinha que também plantamos aqui em Santo Antônio da Platina e tão logo colheremos os frutos”, projeta. 

A diretora concluiu lembrando o engajamento de todos os envolvidos para tornar o sonho realidade. “Em um projeto deste é preciso entrar de corpo e alma, e isso fez toda a diferença na escolha do município. A equipe do prefeito Zezão, o trabalho incansável do Nego Baterias (empresário e colaborador do HCL, Guerino Zanetti) e o envolvimento dos vereadores, deputados e da comunidade em geral foram determinantes para a instalação desta unidade em Santo Antônio da Platina”.

Deixe um Comentário