Santo Antônio da Platina

Homem que matou desafeto a pauladas é preso em hospital

Maycon Duarte da Luz, o ‘Maiquinho’, confessou a autoria do crime, mas disse que está arrependido

Maycon Duarte da Luz, o ‘Maiquinho’, confessou ter assassinado André Lopes a pauladas
CRÉDITO: Arquivo Pessoal

Luiz Guilherme Bannwart


Maycon Duarte da Luz, de 18 anos, o ‘Maiquinho’, apontado como autor do assassinato brutal que vitimou André Aparecido Lopes, de 39 anos, conhecido por ‘Dacote’, no fim da tarde de quinta-feira (18), em Santo Antônio da Platina, foi preso pela Polícia Militar horas depois de praticar o homicídio e confessou o crime.

‘Maiquinho’ foi detido próximo ao Hospital Nossa Senhora da Saúde e, a princípio negou a autoria do assassinato, mas em seguida confessou ter matado a vítima em razão em uma desavença entre eles.

Em depoimento na 38ª Delegacia Regional de Polícia, o assassino disse que havia ingerido bebida alcoólica durante a tarde e que quando caminhava pela rua a vítima começou a ofender seu pai (já falecido), com quem teria se desentendido no passado, e que em razão disso ficou transtornado e começaram a trocar socos na rua, entrando na casa em seguida, onde pegou um pedaço de pau e desferiu dez golpes contra a cabeça da vítima deixando-a desfigurada, que em seguida populares tentaram segurá-lo na tentativa de matá-lo e que por isso fugiu do local. Ele contou ainda que foi até o Hospital Nossa Senhora da Saúde, onde sua mulher está internada, onde acabou preso pela PM.

Ainda de acordo com o depoimento do assassino confesso, a vítima foi quem teria iniciado as agressões que terminaram com a tragédia. ‘Maiquinho’ concluiu dizendo que está arrependido do que fez.

Segundo a Polícia Civil, ‘Maiquinho’ e ‘Dacote’ já haviam brigado anteriormente, em outra oportunidade, com troca de socos, pelo mesmo motivo.

O delegado Rafael Guimarães fez o flagrante de Maycon Duarte da Luz (identificado pela reportagem) pelo crime homicídio qualificado por motivo fútil e o emprego de meio cruel.

Testemunhas presas

Duas testemunhas da briga que resultou no assassinato de André Aparecido Lopes, de 39 anos, conhecido por ‘Dacote’, no fim da tarde de quinta-feira (18), em Santo Antônio da Platina, receberam voz de prisão após reconhecerem Maycon Duarte da Luz, o ‘Maiquinho’, como autor do crime.

De acordo com a Polícia Civil, as duas testemunhas são parentes da vítima e possuíam mandado de prisão expedido pela Justiça por falta de pagamento de pensão alimentícia.

Após o interrogatório as testemunhas foram recolhidas na cadeia pública local.

Deixe um Comentário