Geral Guapirama

Guapirama fica outra vez entre os primeiros em gestão municipal

Administração obtém, pelo segundo ano consecutivo, classificação de excelência no Índice de Efetividade da Gestão Municipal

O prefeito de Guapirama, Pedro de Oliveira comemorou a classificação da sua administração
CRÉDITO: ANTÔNIO DE PICOLLI

Da Redação 


O Município de Guapirama, no Norte Pioneiro do Paraná, administrado pelo prefeito Pedro de Oliveira, o Pedro Banzé (MDB), obtém, pelo segundo ano consecutivo, classificação de excelência no IEGM – Índice de Efetividade da Gestão Municipal, avaliação de eficiência em gestão pública criada pelo Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE-SP) e adotado pelas demais cortes de contas dos demais estados da Federação.

Na primeira avaliação, relativa ao exercício de 2017, Guapirama classificou-se em segundo lugar na avaliação do IEGM. Com relação à 2018, divulgado no início deste ano, o prefeito Pedro de Oliveira esclarece que a metodologia de classificação por posição no ranking deu lugar à inclusão em um grupo dos 40 municípios que obtiveram índices denominados “B+” já que nenhuma cidade obteve a nota máxima “A+”.      

Para aferir o desempenho dos municípios paranaenses, o Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR) firmou termo de adesão à Rede Nacional de Indicadores – INDICON, uma parceria entre o Instituto Rui Barbosa – IRB e os Tribunais de Contas do Brasil participantes. O principal objetivo da Rede é o levantamento do – IEGM, uma ferramenta inovadora destinada a mensurar a eficácia das políticas públicas municipais.

O IEGM/TCEPR proporciona múltiplas visões sobre a gestão municipal em sete dimensões do orçamento público, selecionadas a partir de sua posição estratégica no contexto das finanças públicas: Educação; Saúde; Planejamento; Gestão Fiscal; Meio Ambiente; Cidades Protegidas; e, Governança em Tecnologia da Informação.

O IEGM/TCEPR, apurado anualmente, é composto pela combinação dos seguintes itens: informações levantadas a partir de questionários preenchidos pelos municípios, dados e informações extraídos do Sistema Acompanhamento Mensal – SIMAM do TCE/PR e dados governamentais.

Essa nova tecnologia de fiscalização implica uma diferente repartição de atividades e responsabilidades em matéria de execução do orçamento, o que deve ser cuidadosamente tomado em consideração nas fases de planejamento e execução de auditorias de resultados.

Os elementos apurados compõem, ainda, demonstrativos de eficiência e eficácia que servem tanto para os munícipes quanto para os gestores, como valioso instrumento de aferição de resultados, correção de rumos, reavaliação de prioridades e consolidação do planejamento.

Pedro Banzé, que está em seu segundo mandato consecutivo, não esconde a emoção do reconhecimento obtido na avaliação do Tribunal de Contas e credita a conquista à sua equipe de servidores municipais, que trabalha de forma coesa, sempre com o foco no bem estar da comunidade e nos rígidos controles de qualidade dos serviços públicos e eficácia nos controles internas. 

Deixe um Comentário