Santo Antônio da Platina

Grupos se articulam pelas eleições de 2020

Faltando 20 meses para o próximo pleito municipal, lideranças debatem a união de vários partidos para encarar a disputa

Celso e Cação foram candidatos nas últimas eleições, ambos bem votados
CRÉDITO: Divulgação

Da Redação


Lideranças como o ex-prefeito e ex-vereador, Celso Souza Schmidt (PSD); o ex-vereador, Cláudio Domingues (MDB), o Cação; o ex-vereador Valdir Domingos de Souza (DEM), o Valdir do Foto, que na última sexta-feira (5) assumiu a presidência do Democratas em Santo Antônio da Platina; o ex-prefeito Flávio Luiz Maiorky (PSDB); o ex-prefeito, ex-deputado estadual e ex-secretário de Estado, José Afonso Junior; e, a maioria dos componentes da atual Câmara de Vereadores, liderados pelo deputado federal e presidente do DEM no Paraná, Pedro Lupion, iniciam articulações com vistas ao pleito municipal de 2020.
Uma frente de partidos quer viabilizar nomes que representem uma alternativa à frustração do eleitorado com a atual administração liderada pelo prefeito José da Silva Coelho Neto (PHS), o professor Zezão, como é mais conhecido. Consagrado nas urnas em outubro de 2016, o gestor, embora se apresente nos bastidores como provável candidato à reeleição, é o que se pode chamar de cadáver político, dada a sua incapacidade de articulação e liderança e desastre administrativo.
No entanto, os articuladores do grupo preferem ignorar o desastre administrativo e focar energias para aglutinar um número cada vez maior de lideranças que tenham respaldo popular pelo que já fizeram na vida pública e atividades privadas e que representem propostas de desenvolvimento para Santo Antônio da Platina, que vive um momento delicado pela falta de representatividade política.
O pacto dessas lideranças, segundo Celso Schmidt, é que nenhum dos participantes se apresente como candidato a prefeito. Celso e Cação foram candidatos nas últimas eleições, ambos bem votados. “Nossa preocupação é somar o maior número possível de representantes de todos os segmentos da sociedade, focados num projeto de desenvolvimento para Santo Antônio da Platina. Temos que pensar nosso município para as próximas gerações. O momento histórico não tolera improvisações na gestão pública”, assinala Schmidt.
O ex-prefeito Flávio Maiorky relembra os dois mandatos que exerceu à frente da prefeitura e lamenta que as conquistas obtidas no período não tenham tido continuidade nas gestões seguintes. Yazaki, Rolprim, Fanorpi, Fiep, entre outros, aconteceram na gestão de Flávio e deram a Santo Antônio da Platina a liderança econômica regional.
O ex-vereador Cação, por sua vez, observa que o poder público municipal se distanciou das pessoas que efetivamente precisam da prefeitura, os mais pobres. Ele lembra que nas gestões de Celso Schmidt e Flávio Maiorky, se consolidou a rede de atendimento à saúde. “O pobre ia a um Posto de Saúde e era atendido, tinha remédio! Hoje é uma vergonha. Uma mãe ou pai dorme na fila de uma unidade de saúde e nem assim consegue uma ficha para que seu filho seja consultado por um médico. É uma desumanidade, uma vergonha!”, lamenta.
Schmidt e Cação deixam claro que o grande líder do processo de formação deste grupo é o deputado federal Pedro Lupion, uma das mais expressivas lideranças do Paraná no Congresso Nacional. O parlamentar se diz honrado com o convite e vê nesses debates a possibilidade de transformação da política platinense “necessitados de um debate propositivo e para nossa felicidade, é isso o que ocorre em nossa cidade”, comemora.     

Deixe um Comentário