Abatiá

Garcia comemora equilíbrio da gestão administrativa

Da Redação 


O prefeito de Abatiá, Nelson Garcia Junior, ao iniciar o quarto ano de sua gestão à frente da prefeitura, apesar das dificuldades que ainda enfrenta, comemora o equilíbrio econômico-financeiro da administração, principalmente em razão do estado caótico em que herdou o município de sua antecessora, Lourdes Yamagami, responsável por uma das mais desastrosas atuações da história de Abatiá.

Garcia, que desde sua posse em 1º de janeiro de 2017, nunca se utilizou de diárias em suas viagens para defender os interesses do município, se viu diante de um desafio assustador. A prefeitura, em razão do caos administrativo, não possuía certidões negativas que lhe possibilitassem buscar recursos do Estado e da União. Para se ter uma ideia do descalabro administrativo, a contabilidade não prestava contas ao Tribunal de Contas do Estado há meses.  

Depois de muito esforço gerencial e administrativo para equilibrar as contas nos anos de 2017/ 2018 e todas as dificuldades financeiras que existem em uma prefeitura de município pequeno, agora Garcia e toda sua equipe, além dos servidores de carreira podem comemorar as conquistas. 

Entre os anos de 2017 e 2019 a administração municipal de Abatiá, através de Nelson Garcia, com atitudes honestas, dedicação e muita organização conseguiu colocar a contas em dia, bem como melhorar os índices mínimos nas áreas de Educação (mínimo: 25% – índice alcançado: 27,01% – dados do fechamento de 2019); e, Saúde (mínimo = 15% e atingido = 23,92% – dados do fechamento de 2019).

Na área de pessoal, o município fechou 2019 com um índice de 50,43% de comprometimento da receita tributária, respeitando a LRF ( Lei de Responsabilidade Fiscal). Atendendo as leis orçamentárias junto aos tribunais de conta do Estado e da União, obtendo todas as certidões necessárias para pleitear recursos, bens e serviços imprescindíveis à realização de um ótimo trabalho para os munícipes abatiaenses. 

Em um cenário de 2020 em que só 9% dos municípios do Paraná apresentaram os dados de dezembro de 2019 ao TCE-PR, o município de Abatiá entregou os dados e cumpriu a legislação, tornando a administração do Garcia uma das referências de todo o estado do Paraná.

O prefeito  assinala que teve que cortar da própria carne para chegar a esses resultados, ressaltando que em sua administração o município registra o menor número de cargos comissionados da história de Abatiá. Ele destaca que aproveitou alguns funcionários de carreira para cargos comissionados e, em conjunto, optou por nunca tirar diárias, resultando em economia significativa e números expressivos como os apresentados.

“Infelizmente não podemos atender a todos, como os próprios números mostram: Saude e Educação foram prioridades em minha gestão, porém no caso de Abatiá, em razão da limitação de recursos, algumas áreas da administração ainda não apresentam os números que gostaríamos”, assinala.

O prefeito observa que o  aumento da aplicação de recursos financeiros nas áreas de Saúde e Educação acaba retirando dos recursos livres que poderiam ser utilizados em obras públicas e infraestrutura, citando como exemplo a manutenção de  estradas rurais. “Deixo claro que todas as áreas são importantes, mas a educação e saúde são prioridades absolutas. No entanto, caminhamos consolidar a gestão em todas as áreas”, finaliza.

Deixe um Comentário