Eventos

Forrest é premiada no Show Rural Digital

Empresa incubada pelo Tecpar apresentou solução para combater a dengue

Prêmio à Forrest Brasil foi entregue durante o Show Rural, em Cascavel
CRÉDITO: DIVULGAÇÃO

Aline Cambuy – Assessoria

O projeto pioneiro de combate à dengue, desenvolvido pela Forrest Brasil Tecnologia, conquistou o primeiro lugar na batalha de startups Like a farmer, promovida pelo Sebrae, durante o 32.º Show Rural Coopavel, em Cascavel (PR). A empresa de biotecnologia, incubada pelo Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar), apresentou uma solução pioneira para combater o mosquito da dengue. 

Durante o evento, a Forrest Brasil participou de pitches no espaço Show Rural Digital, que aproxima startups dos agricultores em busca de soluções para os problemas do dia a dia. As apresentações foram mediadas por Edson Mackenzie, considerado o melhor mentor de empresas inovadoras do Brasil.

“Esse reconhecimento é fruto de muito trabalho. Temos equipes de biólogos cientistas que atuam desde 2017 nesse projeto. São anos de pesquisa em busca de uma solução sustentável para combater a dengue, que é um grave problema de saúde pública em diversas cidades do Brasil. Estamos muito felizes com a conquista e esperamos poder ampliar nosso trabalho para outros municípios”, conta o gerente de operações da Forrest Brasil, Rodrigo Oliveira, que é biólogo e foi responsável por apresentar a empresa no Show Rural Digital.

A Forrest Brasil desenvolveu uma técnica natural para esterilizar mosquitos Aedes aegypti machos, com o objetivo de soltá-los na natureza para combater a proliferação do mosquito transmissor da dengue. “Como a fêmea copula uma única vez durante a vida, se a cópula for com um macho estéril então não haverá descendentes. Já se a cópula acontecer com um macho não estéril, uma fêmea pode gerar até 500 ovos, que vão resultar em novos mosquitos”, explica.

O diretor-presidente do Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar), Jorge Callado, ressalta que a vitória na batalha de startups por uma empresa que participa da Incubadora Tecnológica do Tecpar (Intec) demonstra a qualidade do apoio oferecido no processo de incubação. “Ao vencer a batalha de startups, a Forrest Brasil mostra que tinha o melhor projeto entre os participantes e que o processo de incubação tem apresentado resultados. Esse é o foco da nossa incubadora: apoiar novas tecnologias para gerar novas soluções para a sociedade paranaense, com impactos econômicos e geração de empregos especializados”, observa.

A primeira cidade a receber o projeto da Forrest Brasil Tecnologia foi Jacarezinho, no interior do Paraná. Aliado ao trabalho de soltura de mosquitos, a Forrest Brasil atuou diretamente com os moradores dos bairros tratados, visitando residências e orientando sobre a prevenção, além de fazer um intenso trabalho de conscientização nas escolas. “Os dados comprovam que a tecnologia, em conjunto com o trabalho de educação e conscientização da população, contribui para a redução significativa dos índices de infestação do Aedes aegypti, mosquito transmissor do vírus da dengue. Registramos reduções superiores a 90% no número de mosquitos Aedes aegypti na área contemplada pelo Projeto Piloto Controle Natural de Vetores (CNV)”, conta. 

Deixe um Comentário