Economia

Estimativa da Conab para safra de milho no estado apresenta alta em comparação a julho

 Assessoria de Imprensa


De acordo com o boletim da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), divulgado ontem no anúncio do 11º Levantamento da Safra de Grãos e Fibras 2019/20, o milho 2ª safra, no Paraná, apresentou um aumento na produção de 3,1%, se comparado com a estimativa anterior. Os números foram apurados no início do mês de julho, em trabalho de campo e permitiu a revisão da produtividade para cima, que passou de 5.033 kg/ha para 5.181 kg/ha, com produção estimada em 11,7 milhões de toneladas do grão.

O estudo mostrou que mesmo na região oeste, a mais afetada pela estiagem, o potencial produtivo da lavoura supera com certa folga os 5.100 kg por hectare. No entanto, apesar do aumento da produtividade e também da área plantada, a produção estimada do grão ainda é 13,3% menor que a alcançada pelo estado na safra  2018/2019.

O boletim da Conab traz ainda informações sobre a colheita do produto que foi retardada devido às condições climáticas. As chuvas no mês de julho prejudicaram a redução da umidade dos grãos e as operações em campo. Já a previsão de longo período sem chuvas a partir da 2ª quinzena de julho levou por sua vez a manterem o produto em campo para a perda de umidade, e por fim, as baixas temperaturas do outono prolongaram o ciclo produtivo em algumas regiões.

A expectativa é que sejam colhidos 64% do milho neste mês de agosto, totalizando 7,4 milhões de toneladas do grão. O boletim completo traz também informações sobre as culturas de feijão cores 3ª safra, aveia, canola, centeio, cevada, trigo e triticale, no Paraná e em todo o país, podendo ser acessado no site da Conab, no arquivo do 11º Levantamento – Safra 2019/20.

Deixe um Comentário