Jacarezinho

ERRAMOS: Cisnorpi limitou, mas não paralisou atividades

Reportagem da Tribuna do Vale informou que consórcio havia suspendido atendimento à população

Da Redação 


Diferentemente do que foi publicado na edição 4035 da Tribuna do Vale, com data de quarta-feira (24), o Consórcio Intermunicipal de Saúde (Cisnorpi) não paralisou as atividades por completo. Na verdade o que houve foi uma restrição aos serviços prestados aos pacientes da região. 

Em reportagem veiculada na edição de ontem, a Tribuna do Vale publicou informações que apontavam para a suspensão consultas eletivas, agendamentos e outros procedimentos. A paralisação dos serviços seria mais uma medida preventiva ao coronavírus e teria entrado em vigor no começo da semana. 

A suspensão dos trabalhos do consórcio, segundo a reportagem, teria acontecido tanto em virtude de um decreto da Associação dos Municípios do Norte Pioneiro (Amunorpi) como consequência da iniciativa de praticamente todas as prefeituras da região em parar com o transporte de pacientes para outros centros. 

“A maioria dos pacientes é transportada por veículos das prefeituras e chega muito cedo ao local do atendimento médico. Eles retornam à suas cidades muito tarde, quanto todos os pacientes foram atendidos. Não raramente pessoas passam o dia todo dentro ou nas proximidades do consórcio”, diz um trecho da matéria. 

MEDIDAS

No intuito de se prevenir contra o coronavírus, o consórcio adotou algumas medidas de redução das atividades, para diminuir o fluxo de pessoas dentro de suas dependências. Segundo a resolução n° 008, de 19 de março de 2020, o Cisnorpi mantém as especialidades e serviços de infectlogia, HIV/aids, pneumologia, radiografias de tórax, gestação de alto risco, exames de ultrassonografias para gestantes de alto risco, dia doce, laboratório, farmácia, CAPS AD e CAPS ll. 

A resolução ainda apresenta uma recomendação aos municípios que adotem medidas preventivas e de orientação sobre a necessidade da correta limpeza e higienização do transporte sanitário para os pacientes que se submeterão ao atendimento médico nas especialidades descritas acima. 

O Cisnorpi, em condições normais, oferece 25 especialidades médicas a pacientes de 22 municípios da região, realizando em média 15 mil procedimentos mensais. 

Deixe um Comentário