Quatiguá

Envenenamento de animais põe em risco vida de crianças

Alimentos envenenados jogados em quintais oferecem risco iminente à vida de moradores

Envenenamento de animais oferece risco à vida de crianças e preocupa moradores

Da Redação


Uma série de mortes de animais de estimação na cidade de Quatiguá está colocando em alerta várias famílias com crianças pelo risco iminente de consumirem carnes contaminas jogadas nos quintais para atrair gatos e cachorros.

Temerosa de uma tragédia envolvendo crianças, a dona de casa Eliane Aparecida de Souza Cremonezi procurou a Delegacia de Polícia de Quatiguá para registrar Boletim de Ocorrência relatando que dois animais de sua propriedade, um gato e um coelho, apareceram mortos no quintal da casa, na manhã de quarta-feira (31).

Intrigada com o fato, ela uma vistoriou o local e encontrou vômitos nos animais com pedaços de carne, indicando que os bichinhos foram intoxicados propositalmente. Segundo ela, difícil está sendo consolar as duas filhas adolescentes, que não se conformam com a perda dos dois animais de estimação.

No dia seguinte ao fato registrado em sua residência, apareceu outro animal (um gato) morto no quintal de um vizinho. Pior: quem causou a morte do felino colou no quintal um pequeno pote com pedaços de linguiça contaminados, possivelmente com o veneno conhecido por chumbinho.

O mais assustador é que o casal que reside no local tem um filho de dois anos que adora brincar no quintal onde estava o recipiente com a carne contaminada. “Imagine se a criança acaba se contaminando? A pessoa que está fazendo isso, além de um ódio profundo contra animais de estimação, não mede as consequências de seu ato, podendo causar uma tragédia”, desabafa Nani Cremonezi, como é conhecida na cidade.   

Apesar do BO de estar registrado na unidade da Polícia Civil de Quatiguá, a investigação será realizada pele Delegacia Regional de Joaquim Távora, sede da comarca, que está há meses está sem delegado titular. 

Conforme apurou a reportagem, existem outros casos semelhantes ocorridos na cidade que não foram registrados na polícia. 

Deixe um Comentário