Educação Paraná

Educação de Jovens e Adultos já conta com quase 100 mil alunos

Qualquer pessoa com 15 ou mais anos de idade que deseja voltar para a sala de aula pode procurar uma escola que oferta EJA

A modalidade está disponível em 309 escolas estaduais ou Centros Estaduais de Educação Básica para Jovens e Adultos
CRÉDITO: AEN

Da Agência Estadual


A Educação de Jovens e Adultos (EJA) da rede estadual de ensino matriculou em janeiro 99.202 pessoas interessadas em voltar às salas de aula. São 53.796 matrículas no Ensino Fundamental – Anos Finais (6º ao 9º ano) e 45.406 no Ensino Médio. As aulas começam a partir do dia 14 de fevereiro e são gratuitas.

A modalidade está disponível em 309 escolas estaduais ou Centros Estaduais de Educação Básica para Jovens e Adultos (CEEBJA) em todo o Paraná. “As matrículas iniciais foram realizadas em janeiro, mas temos escolas e CEEBJAs com vagas remanescentes, aguardando as matrículas de mais estudantes”, afirma a coordenadora da Educação de Jovens e Adultos da Secretaria de Estado da Educação, Marcia Dudeque.

Uma lista completa de estabelecimentos de ensino com EJA está disponível neste link e neste mapa.

MATRÍCULAS – Para fazer a matrícula é necessário apresentar original e fotocópia de documento de identificação; ter no mínimo 15 anos completos para ingressar no Ensino Fundamental e 18 anos completos para o Ensino Médio.

O Ensino Fundamental pode ser concluído em, no mínimo, dois anos; e o Ensino Médio em, no mínimo, um ano e meio. A matrícula e as aulas são totalmente gratuitas e o estudante também tem direito à alimentação escolar fornecida pelo Governo do Paraná.

DISCIPLINAS – O aluno constrói sua grade curricular da maneira que for mais adequada, podendo se matricular em até quatro disciplinas de cada vez.

No Ensino Fundamental as matérias são Arte, Educação Física, Ciências Naturais, Geografia, História, Língua Estrangeira Moderna – Inglês, Língua Portuguesa e Matemática.

Já no Ensino Médio há aulas de Arte, Biologia, Educação Física, Física, Filosofia, Geografia, História, Língua Estrangeira Moderna – Inglês, Língua Portuguesa, Matemática, Química e Sociologia.

CURITIBA – Sergio Luiz Petrelli, 53 anos, é agente educacional I da rede estadual de ensino, contratado pelo Processo Seletivo Simplificado (PSS), e vai começar o Ensino Médio este ano, no CEEBJA Campo Comprido, em Curitiba. “Terminei o ensino fundamental e já vou começar o ensino médio, na disciplina de Matemática. Demora um pouco mais fazer só uma disciplina, mas é o que melhor se adapta à minha rotina”, diz.

“Depois que você começa a estudar na EJA, descobre que várias coisas que você acreditava que seriam muito difíceis, não são. Não é nenhum bicho-papão. Isso te deixa muito motivado para continuar estudando”, afirma. “Também gosto muito do ambiente do CEEBJA, das aulas e da equipe”, garante.

Os planos de Sergio incluem continuar seus estudos após obter a certificação no Ensino Médio. “Estou pensando em fazer Pedagogia. Vamos ver”.

FOZ – Albina Martinez, 57 anos, é aposentada e vai concluir o Ensino Médio este ano, no CEEBJA Professor Orides Balotin Guerra, em Foz do Iguaçu, na região Oeste. “Sempre foi meu sonho voltar a estudar. Casei muito cedo, tive três filhos, precisei trabalhar, então não foi possível frequentar a escola”, diz.

Com os filhos já adultos, Albina procurou a Educação de Jovens e Adultos. “Estar na sala de aula é como voltar ao passado. Os professores são maravilhosos, há alimentação gratuita, você conhece pessoas completamente diferentes, há uma integração com outras culturas, de vários outros países. O conhecimento abre a sua cabeça”.

“Quero continuar estudando, fazer uma faculdade, trabalhar com Assistência Social, ajudar outras pessoas. Até fico um pouco triste que estou acabando a EJA este ano, mas não vou ficar parada. Não consigo mais ficar parada” afirma.

Deixe um Comentário