Destaque Paraná Política

Criação do curso de Medicina foi jogada eleitoreira, acusa Ratinho

Governador diz que não existe dinheiro para instalação do curso no campus da UENP de Cornélio Procópio

Da Redação


A criação do curso de Medicina no campus de Cornélio Procópio, da Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP), pela ex-governadora Cida Borghetti (PP), durante a campanha eleitoral passada foi uma jogada eleitoreira numa tentativa desesperada de reverter a derrota iminente nas urnas. Esta foi a resposta do governador Carlos Massa Ratinho Junior (PSD) em entrevista exclusiva à Tribuna do Vale, após a reunião em que participou, em Pinhalão, da posse da nova diretoria da Associação dos Municípios do Norte Pioneiro (Amunorpi).

Ratinho foi categórico em afirmar que não existe dinheiro para instalar o curso, previsto para 2020 e que não teria havido cautela do governo anterior ao criar um curso de alto custo de implantação num momento em que a Universidade, criada há pouco tempo, necessita consolidar a estrutura já existente. “Não temos dinheiro para instalar o curso e nem sei quando isso poderá ocorrer. A criação do curso sequer passou Conselho Superior da UENP”, assinalou, sem confirmar se revogaria o decreto de criação assinado pela ex-governadora.

Aliás, a disputa pelo curso de Medicina da UENP foi a tônica dos discursos dos prefeitos do Norte Pioneiro. O mais enfático foi o prefeito de Ribeirão Claro, Mário Augusto Pereira (PSC), assinalando que a região não aguenta mais assistir a tantas mortes de pacientes nas estradas do Paraná por falta de estrutura na área de saúde e que a instalação de Medicina na região seria a saída mais rápida para solucionar o problema.

Problema da UTI

Ratinho Junior, ao tomar conhecimento do drama que a região enfrenta pela indefinição sobre abertura da Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), do Hospital Regional do Norte Pioneiro (HRNP), prometeu acionar o setor jurídico do Estado no sentido de sensibilizar o Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR) a promover uma definição do caso, permitindo dessa forma o funcionamento da unidade.

A UTI do HRNP possui 10 leitos e foi projetada para atender uma população de mais de 200 mil habitantes. Construída na gestão do ex-prefeito Pedro Claro de Oliveira Neto, a unidade ficou totalmente pronta em meados do ano passado. Foi realizada licitação para escolha da empresa que iria gerir a UTI, mas a empresa perdedora ingressou na justiça e obteve uma liminar. O caso agora está em grau de recurso no TJPR, que ainda não se pronunciou.

Governo na Efapi

O governador poderá transferir a administração estadual durante a realização da Efapi, que vai acontecer em abril, a exemplo do que fez recentemente durante o Show Rural realizado em Cascavel. Durante um dia da exposição, toda a estrutura do governo é instalada no parque da feira, com a presença do secretariado, oportunidade em que os prefeitos e lideranças do Norte Pioneiro poderão apresentar suas demandas. A informação foi passada pelo chefe de gabinete do governador, Daniel Vilas Bôas Rocha, que é de Santo Antônio da Platina.

Deixe um Comentário