Cornélio Procópio

Cornélio registra a primeira morte pelo novo coronavírus

Boletim da Saúde aponta 23 casos confirmados com a doença no município

Ataíde Cuqui – Cornélio Procópio


O prefeito de Cornélio Procópio, Amin Hannouche (PSD), utilizando o sistema de live especial, anunciou, no começo da tarde desta quinta-feira (21), a primeira morte no município vítima do novo coronavírus. Trata-se de uma mulher de 47 anos que estava entre as 23 vítimas da doença no município.

Ela morreu depois de ter sido internada na Santa Casa local, foi transferida para a Santa Casa de Londrina onde chegou a ter alta. Retornando ao município, voltou a sentir-se mal e foi reconduzida para a Santa Casa local onde acabou morrendo na madrugada desta quinta-feira.

“Trata-se de um fato novo que nos deixa bastante chateados desta senhora que acabou morrendo vitimada pela Covid-19. A gente anuncia isto com bastante tristeza, pois, embora não a conhecêssemos e nem os seus familiares, é um ser humano que perdeu a vida aqui em nosso município”, lamentou Hannouche.

Em sua mensagem, o prefeito de Cornélio Procópio – que estava acompanhado da vice-prefeita e vice-presidente da Defesa Civil do Município, Angélica Olchaneski, voltou a pedir para que a população mantenha o isolamento, evitando as chances do vírus se espalhar. “Cada dia é um dia; cada momento é um momento, mas que a população tem que colaborar conosco”, apelou o prefeito.

Voltou a pedir para aqueles que puderem que fiquem em suas casas, evitando qualquer tipo de movimentação em praças e ruas. “O momento não é para isto, mas para reclusão total dentro de suas próprias casas. Aqueles que tiverem que sair para trabalhar e que não tenham outro jeito, que saiam tomando todas as precauções recomendadas pelas autoridades de saúde e sanitárias de nosso município”, recomendou.

A vice-prefeita também utilizou a live e falou da rápida evolução da doença no município. “Começamos a sexta-feira com apenas cinco casos e, hoje, já alcançamos 23 registros e, isto porquê, ainda não terminamos o dia e pode até ser que cheguem novos exames com resultados positivos”, assinalou Angélica. 

Ela disse que, até aquele momento do anúncio, o quadro era o seguinte: 23 pessoas positivadas; 69 em investigação, o que pode resultar em novos positivados; 91 descartados; e 394 em monitoramento. “O momento não é para relaxarmos e sim, de seguirmos todas as regras e critérios estabelecidos por nossos técnicos”, concluiu.

Deixe um Comentário