Agronegócios

Cooperativas da região recebem R$ 2,6 milhões de aporte do Estado

Valor foi conquistado por projetos de nove cooperativas de agricultores familiares de municípios do Norte Pioneiro

Os projetos focaram as cadeias produtivas prioritárias na região, que são café, leite, frutas e hortaliças
CRÉDITO: Divulgação

Da Redação


Nove cooperativas de agricultores familiares de municípios do Norte Pioneiro garantiram aporte de R$ 2,6 milhões oriundos do governo do Estado através do projeto Coopera Paraná, que visa o fortalecimento das organizações e o consequente incentivo à agricultura familiar. 

No total foram 236 projetos apresentados por cooperativas de todo o Estado. Após análise documental e do teor dos projetos, o governo do Estado fez o repasse aos projetos escolhidos. O valor máximo recebido por cada cooperativa é de R$ 420 mil, em um total de investimento de R$ 30 milhões. 

Na região foram beneficiadas as seguintes cooperativas: Associação de Produtores da Agricultura Familiar de Siqueira Campos (olerícolas), Associação dos Produtores Rurais de Joaquim Távora (café), Associação de Agricultores de Produtos Orgânicos de Ribeirão Claro (olerícolas, frutícolas), Associação de Produtores de Cafés Especiais da Lavrinha, de Pinhalão (café), Associação de Produtores e Produtoras de Cafés especiais do Matão, de Tomazina (café), Associação Cambaraense de Agricultores Familiares (mel), Associação dos Agricultores Familiares do Norte Pioneiro, de Wenceslau Braz (olerícolas, frutícolas), Cooperativa de Produção e Comercialização dos Agricultores Familiares de Ibaiti (olerícolas, frutícolas) e Cooperativa Agropecuária Familiar do Leste Pioneiro, de São José da Boa Vista (leite). 

Os valores recebidos por cada uma delas varia de R$ 140 mil a R$ 420 mil e serão utilizados no fortalecimento das cooperativas com ações como capacitação, orientação técnica e investimentos socioprodutivos. 

Segundo Maurício Castro Alves, gerente regional da Emater no Norte Pioneiro, o investimento será de grande valia para as instituições beneficiadas. “É um valor expressivo e importante para 

fortalecer estas organizações. Os projetos focaram as cadeias produtivas prioritárias que trabalhamos na região, que são café, leite , frutas e hortaliças. Cambará, por exemplo, apresentou um projeto para fortalecer a produção de mel, muito interessante no sentido de legalização das agroindústrias familiar. Todos os projetos visam a agregação de valor ao produtor, melhorias de infraestrutura e comercialização”, avalia. 

PROGRAMA

O Programa de Apoio ao Cooperativismo da Agricultura Familiar do Paraná (Coopera Paraná) é uma ação governamental com o objetivo de fortalecer as organizações cooperativas como instrumentos para melhorar a competitividade e a renda dos agricultores familiares.

O programa é coordenado pela Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento e tem, ainda, no comitê gestor, representantes do Instituto Emater, da Ocepar/Sescoop (Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo do Paraná) e União Nacional das Cooperativas da Agricultura Familiar e Economia Solidária (Unicafes).

A iniciativa prevê ações integradas entre setor público e privado, por meio de acompanhamento e assessoramento às cooperativas em aspectos administrativos, financeiros, de comercialização e acesso a mercados; qualificação de dirigentes, técnicos e colaboradores da área administrativa; e implantação de políticas de apoio financeiro para investimentos socioprodutivos, que garantam condições de sustentabilidade para as organizações.

Deixe um Comentário