Educação

Consulta pública quer opinião sobre volta às aulas presenciais

Pesquisa acontece até dia 21 de agosto e quer saber aposição de pais ou responsáveis por alunos, professores e comunidade escolar


Em pouco mais de uma hora, pesquisa já tinha contabilizado 605 votos, sendo 558 contra às aulas presenciais CRÉDITO: Hedeson Alves/AEN

Dayse Miranda, especial para Tribuna do Vale


A Prefeitura de Jacarezinho, por meio da Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Esportes está ouvindo a opinião pública de pais ou responsáveis por alunos, professores, funcionários e comunidade escolar sobre a retomada das aulas presenciais. A consulta pública está sendo realizada virtualmente por meio de um link, que está disponível até o dia 21 de agosto.

Lançada nesta terça-feira, 11, na página do Facebook e no site da Prefeitura de Jacarezinho, em pouco mais de uma hora, a pesquisa já tinha contabilizado 605 votos, sendo 558 contra a volta às aulas presenciais e 47 votos a favor.

A publicação repercutiu nas redes sociais, e muitos internautas se posicionaram contrários à retomada presencial. Um dos comentários foi de Claudia Cristina Pinto: “Não podemos colocar em risco nossas crianças. Enquanto não houver segurança, sem chance”, criticou.

Outra internauta, Ivonete Roseli Guimaraes, também se posicionou contra, porque, para ela, as crianças não conseguem manter a distância dos amiguinhos. “Sentem necessidade de se tocarem”, observou.

Para a internauta, Cristina Pereira, o correto é recuperar a retomada das aulas no ano que vem. “O importante é eles estarem em casa e vivos com saúde, as pessoas é que tem que respeitar, fazer o uso de máscaras e álcool gel, se conscientizar e tomar os cuidados necessários”, disse.

A secretária municipal de Educação, Cultura e Esporte, Danielle Silvano Cruz, detalha que o protocolo é uma iniciativa da prefeitura para tomar decisões em conjunto com a comunidade escolar. Segundo ela, a pesquisa não está sendo feita para voltar às aulas presenciais de fato, mas sim, para ter a participação da comunidade frente a esses assuntos. “A pesquisa vai nos ajudar a pensar da mesma forma que a comunidade. Na pesquisa deve-se incluir o CPF para garantir que cada pessoa só vote uma vez. Precisamos da resposta dos pais, responsáveis, professores, funcionários e todos os envolvidos na comunidade escolar”, disse.

A pesquisa está disponível no site da prefeitura e pode ser acessada pelo endereço eletrônico: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSfd7FSGvVimdvJP2eJKuq9p9ztL9jZEqIaCr26XQzPswOP9Rw/viewform?vc=0&c=0&w=1&flr=0

Deixe um Comentário