Política

Comissão de Segurança pede pagamento da reposição aos servidores estaduais

Deputado estadual, Rubens Recalcatti (PSD)
FOTO: RECALCATTI

Da Assessoria


O deputado Delegado Recalcatti (PSD) e mais cinco titulares da Comissão de Segurança, da Assembleia Legislativa, assinaram um Requerimento ao governo estadual solicitando a suspensão dos efeitos do dispositivo da Lei 18.907/2016, editada na administração anterior, que cancelou por tempo indeterminado o pagamento da data-base dos servidores públicos. No documento, eles alegam que a defasagem salarial “está inquietando nossos quartéis, departamento e institutos”, referindo-se aos servidores das Polícias Militar, Civil e Científica e do sistema penitenciário.

“Os servidores estaduais, incluindo os das forças de segurança, já fizeram o sacrifício em favor do equilíbrio fiscal do Estado e não cabe mais, três anos depois, ainda serem submetidos a esta situação”, afirmou Recalcatti. “Queremos um posicionamento oficial do governo a respeito dessa questão”, completou. No requerimento, os parlamentares relataram que a defasagem salarial atinge hoje 16,36%. “Salientamos que os servidores dos poderes Legislativo e Judiciário, Ministério Público e Tribunal de Contas já receberam todos estes reajustes integralmente”, anotaram.

Os deputados ainda sugerem ao governo estadual a apresentação de um plano para o pagamento. “Propomos que esta reposição seja efetuada até de forma facilitada em parcelas mensais vinculado ao crescimento vegetativo da arrecadação do Estado e que, desta maneira, venha a contribuir com a gestão governamental”, escreveram no requerimento. Além de Delegado Recalcatti, vice-presidente da Comissão de Segurança, assinaram o documento os deputados estaduais Coronel Lee, Soldado Adriano, Delegado Fernando, Delegado Jacovós e Subtenente Everton.

Deixe um Comentário