Geral

COMBATE AO AEDES

Nove municípios da região vão receber
recursos para combater a dengue

DA ASSESSORIA COM REDAÇÃO

Mesmo com o foco voltado para o combate ao coronavírus, o Governo do
Paraná não se descuida da epidemia de dengue que assola o Estado há
quase um ano. A Secretaria de Estado da Saúde confirmou o repasse de R$
1,5 milhão para 62 municípios que estão com taxa de incidência da doença
igual ou superior a 100 casos por 100 mil habitantes. Ou seja, cidades em
situação de alerta ou em epidemia. Entre os municípios beneficiado, nove
são do Norte Pioneiro: Ribeirão do Pinhal, Cambará, Conselheiro
Mairinck, Ibaiti, Jundiaí do Sul, Pinhalão, Ribeirão Claro, Salto do Itararé,
Tomazina.


O aporte financeiro consta na resolução 768/2020, publicada no Diário
Oficial do Estado na quarta-feira (03). “Costumo dizer que esse é o
governo dos grandes desafios: dengue, coronavírus com impacto direto na
economia e agora a crise hídrica. Temos nos dedicado ao enfrentamento à
Covid-19, mas jamais podemos esquecer da dengue e de sempre lembrar as
formas de prevenir a doença”, afirmou o governador Carlos Massa Ratinho
Junior.


Secretário de Estado da Saúde, Beto Preto explicou que o aporte deverá ser
usado em atividades exclusivas à assistência do paciente com dengue. Ou,
ainda, em benefício dos agentes de endemias ou comunitários de saúde que realizem atividades relacionadas ao agravo da doença, como compra de
equipamentos de proteção individual (EPI), transporte, hospedagem e
alimentação, entre outras ações.


“Nossa tendência é de queda no número de casos, mas não baixamos a
guarda ainda, temos que avançar no que se refere à prevenção da dengue já pensando no próximo ano”, ressaltou o secretário. “Embora o número de
registros positivos para a dengue seja alto, olhamos agora para os novos
notificados e quantidade de situações em investigações para parâmetro do
cenário”, acrescentou.

CASOS

De acordo com o mais recente informe da dengue divulgado pela Secretaria
de Estado da Saúde na terça-feira (02), o Paraná tinha confirmado 199 mil
casos da doença até 30 de maio. O número é referente ao período
epidemiológico iniciado em 28 de julho de 2019.

A dengue alcançou 343 municípios do Paraná, sendo que 237 estão em
situação de epidemia. Cerca de 60 mil casos ainda estão em investigação.
Legenda
Aporte deverá ser usado em atividades exclusivas à assistência do paciente
com dengue



Você pode ajudar a evitar proliferação do mosquito da dengue
As principais medidas de prevenção e combate ao mosquito Aedes aegypti,
transmissor da doença são:
Manter bem tampado tonéis, caixas e barris de água;
Lavar semanalmente com água e sabão tanques utilizados para armazenar
água;
Manter caixas d’água bem fechadas;
Remover galhos e folhas de calhas;
Não deixar água acumulada sobre a laje;
Encher pratinhos de vasos com areia ate a borda ou lavá-los uma vez por
semana;
Trocar água dos vasos e plantas aquáticas uma vez por semana;
Colocar lixos em sacos plásticos em lixeiras fechadas;
Fechar bem os sacos de lixo e não deixar ao alcance de animais;
Manter garrafas de vidro e latinhas de boca para baixo;
Acondicionar pneus em locais cobertos;
Fazer sempre manutenção de piscinas;
Tampar ralos;
Colocar areia nos cacos de vidro de muros ou cimento;
Não deixar água acumulada em folhas secas e tampinhas de garrafas;
Vasos sanitários externos devem ser tampados e verificados semanalmente;
Limpar sempre a bandeja do ar condicionado;
Lonas para cobrir materiais de construção devem estar sempre bem
esticadas para não acumular água;
Catar sacos plásticos e lixo do quintal.

Deixe um Comentário