Abatiá Eleições

Com título cancelado, Escarabel está fora da disputa eleitoral

Trapalhadas de pré-candidato a prefeito do PSD pode gerar disputa com candidato único em Abatiá

Da redação


Uma sucessão de trapalhadas do pré-candidato a prefeito de Abatiá, o atual presidente da Câmara de Vereadores, Sérgio Escarabel (PSD), pode provocar uma inédita eleição com candidato único no município. O juiz eleitoral da comarca de Ribeirão do Pinhal, Júlio Cezar Vicentini indeferiu requerimento do político pedindo a regularização de sua inscrição eleitoral, cancelada por uma série de erros que pode anular sua pretensão de concorrer a prefeito da cidade.

Escarabel teve seu título de eleitor cancelado e, portanto, não pode votar e nem ser votado, uma ducha de água fria em seus correligionários no município e até alguns dirigentes estaduais do PSD, que acreditavam em sua pré-candidatura e a possibilidade de vencer o pleito eleitoral contra o atual prefeito, Nelson Garcia Junior (PDT).

A frustração é o resultado de um festival de trapalhadas que começaram em 2008, quando Sérgio Escarabel foi condenado pela Justiça Eleitoral por irregularidades na sua propaganda para eleger-se vereador. Nas duas disputas seguintes ele conseguiu participar das eleições parcelando a dívida com a União, mas deixou de recolher a parcela que deveria ter sido quitada no mês de agosto passado.

Outro detalhe que complica sua situação jurídica do vereador refere-se às eleições gerais de 2018. Ele não votou nem no primeiro e muito menos no segundo turno, sendo multado por conta disso.

Mas o máximo das trapalhadas aconteceu em 2017, quando a Justiça Eleitoral determinou o recadastramento biométrico na 82ª Zona Eleitoral, que reúne os municípios de Ribeirão do Pinhal (sede), Abatiá e Jundiaí do Sul. Sérgio Escarabel simplesmente não compareceu para fazer o recadastramento e, por conta disso, teve sua inscrição eleitoral cancelada.

Ou seja, o presidente da Câmara, com desejo de virar prefeito, simplesmente não tem título de eleitor. Não pode votar e nem ser votado. Literalmente ele está fora das eleições deste ano, que acontece no dia 15 de novembro.

As trapalhadas de Escarabel escancaram novamente as portas da prefeitura para o atual prefeito, Nelson Garcia, que vê com constrangimento a possibilidade de concorrer sozinho. Questionado pela reportagem ele prefere o silêncio, em sua habitual discrição.

A Tribuna do Vale falou com Sérgio Escarabel por telefone. Ele disse que entrou nesta sexta-feira (04) com recurso no Tribunal Regional Eleitoral (TRE), em Curitiba, mostrando-se otimista com a possibilidade de reverter a situação, assinalando que o Ministério Público Eleitoral (MPE), de Ribeirão do Pinhal, deu parecer favorável ao seu pleito de regularização perante a Justiça Eleitoral. “Vamos aguardar o TRE. Se Deus quiser, vou ser candidato”, observou lacônico.

Deixe um Comentário