Eleições

Com sete candidatos a prefeito, PT tenta se reestruturar na região

Partido busca reconquistar o eleitorado após consecutivas derrotas nas últimas eleições

Créditos: Antônio de Picolli

Da Redação


Depois de um período vitorioso precedido por uma série de derrotas, o PT tenta se reestruturar e se reequilibrar na região, com sete candidaturas a prefeito entre os 25 municípios que compõe a Amunorpi (Associação dos Municípios do Norte Pioneiro).

O número é mais que três vezes maior que em 2016, quando foram apenas dois nomes nas eleições majoritárias concorrendo pelo PT – Tina Toneti em Jacarezinho e Aloísio Guerra em Siqueira Campos. Ambos saíram derrotados do pleito.

Curiosamente os dois remanescentes das eleições de 2016 repetem a tentativa em 2020, e ganham a companhia de correligionários em mais cinco municípios da região. Concorrem a prefeito pelo PT os seguintes nomes: Mayara Medeiros em Andirá, Professor Gilberto em Barra do Jacaré, Cristiano Fonseca em Salto do Itararé, Zé Izac em Santana do Itararé e Valter do PT em Santo Antônio da Platina.

Destes, dois candidatos vivem situações distintas dos demais – e opostas entre si. Zé Izac, que já foi prefeito de Santana do Itararé por dois mandatos consecutivos entre 2009 a 2016, é candidato único e, exceto por algum imprevisto muito grande, retornará à chefia do Poder Executivo do município em 2021.

Por outro lado, Tina Toneti pode ser impedida de concorrer a prefeita de Jacarezinho, cargo que ocupou também por dois mandatos seguidos, entre 2005 e 2012. Por uma reprovação das contas referentes ao exercício de 2008, a petista está enquadrada na Lei do Ficha Limpa e corre sério risco de não conseguir registrar a candidatura.

De qualquer forma, tudo indica que no caso da não participação de Tina, o PT manteria a candidatura na eleição majoritária, apontando o atual vice na chapa, Nelson Paulino, como o candidato a prefeito.

AUGE E QUEDA

No auge do PT no âmbito nacional, que refletiu diretamente na região, o partido chegou a ter de forma simultânea o governo de Santo Antônio da Platina e Jacarezinho, os dois maiores colégios eleitorais da microrregião, durante a década passada, além de contar com outros gestores em outros municípios e um importante número de vereadores. 

Entretanto, o cenário regional do partido, igualmente acompanhando a queda nacional, foi diminuindo eleição após eleição, até chegar ao ponto de não conseguir eleger nenhum chefe de Poder Executivo em 2016. Com menos gestores e lideranças locais eleitas, a votação de candidatos a deputado, senador, governador e presidente também caiu consideravelmente. 

Deixe um Comentário