Carlópolis

Carlópolis gasta R$ 510 mil com shows da Frutfest 2019

Para evento que acontece em setembro dupla Bruno e Marrone foi contratada por R$ 210 mil

Bruno e Marrone é a contratação mais cara: R$ 210 mil. Crédito: Divulgação 

Num momento de extrema crise nacional que atinge duramente os municípios brasileiros, a prefeitura de Carlópolis anunciou no dia 28 de dezembro editais de processos de inexigibilidade para a contratação de cinco shows com artistas de expressão nacional, para se apresentarem durante a 10a Frutfest, (de 4 a 8 de setembro) evento realizado anualmente na ilha do Ponciano, onde está instalado o parque de eventos do Município.
Este tipo de contratação não é ilegal, mas o que se questiona é a moralidade de uma prefeitura bancar um evento milionário com recursos públicos, quando o Município está sem convênio hospitalar para atendimentos de média e alta complexidade, caso recente do Hospital Nossa Senhora do Rocio, de Campo Largo, região Metropolitana de Curitiba, que não renovou o contrato que mantinha com Carlópolis ao custo mensal de R$ 40 mil. Ou seja, se somar todos os custos desta festa bancada com recursos públicos (cerca de R$ 1 milhão) seria possível bancar este convênio por cerca de dois anos.
A contratação mais cara é a dupla sertaneja Bruno e Marrone, programado para se apresentar dia 5 de setembro e que vai custar R$ 210 mil. Munhoz e Mariano se apresentará no dia 7. O terceiro show mais caro e o da dupla Pedro Paulo e Alex, contratado por R$ 82 mil, para se apresentar no dia 4. Em seguida vem o cantor Lucas Lucco, que se apresentará no dia 6 de setembro ao custo de R$ 70 mil. A contratação de menor valor é a dupla Rick e Renner, ao preço de R$ 58 mil.
Polêmica
O que causa polêmica é o baixo nível de conscientização das comunidades quantos aos absurdos desses gastos bancados com dinheiro público. Geralmente são shows oferecidos gratuitamente à população, o que quebra a resistência da comunidade. Não há como não estabelecer ligação entre esses eventos e a promoção pessoal de quem está no poder, principalmente porque estamos nos aproximando das eleições municipais programadas para 2020. Vale salientar que o prefeito de Carlópolis, Hiroshi Kubo (PSDB), diz que não vai concorrer à reeleição.

Deixe um Comentário