Cambará

Cambará para em homenagem à vice-prefeita Claudia Batista

LUTO

Vice-prefeita morreu aos 53 anos, de embolia pulmonar seguida de parada cardiorrespiratória

Foto: Roberto Francisquini

Da Redação

Cambará literalmente parou para render as últimas homenagens à vice-prefeita do município, Claudia Helena Negrão Batista, que faleceu na madrugada desta quarta-feira (21), aos 53 anos. Além da suplência de seu ex-marido, José Salim Haggi Neto (MDB), ela ocupava o cargo de secretária municipal de Educação e Cultura.

O comércio fechou suas portas logo de manhã com a notícia da morte da vice-prefeita, uma personagem que estava acima das atividades políticas que exercia, pelo senso de humanidade que sempre marcou sua trajetória.  Na parte da tarde os bancos também fecharam as portas num gesto de solidariedade neste momento de dor.

O velório de Claudia Batista era o retrato da dor da perda de alguém tão especial. A população compareceu em massa, além de personalidades da política estadual e nacional.

A vice-prefeita vivia um momento de graça com a realização esta semana da 1ª Feira Literária de Cambará (Felic), que será encerrada no dia 23. Não escondendo a emoção, ela participou da abertura, quando foi realizada uma homenagem a vários escritores, filhos da cidade, ou que residiram no município na infância, adolescência, e vieram a tornar-se escritores, muitos dos quais, citam suas passagens pela cidade, ou fatos ocorridos no município, e que marcaram suas vida.

Claudia reclamou de um desconforto físico no domingo, mas continuou com suas atividades normais. De acordo com informações médicas, ela foi acometida de uma embolia pulmonar. Ao perceber o agravamento e com falta de ar, ela foi socorrida e levada ao pronto socorro, onde teve várias paradas cardíacas. Apesar do esforço da equipe médica, não foi possível reanimá-la, vindo a falecer.

O corpo da vice-prefeita foi velado no Velório Municipal e sepultado às 16 horas desta quarta-feira (21) no Cemitério Municipal de Cambará. Ela deixa duas filhas.

Deixe um Comentário