Política

Beto Richa, gestor eficiente e realizador

Da Assessoria


Após 7 anos e 3 meses exercendo o cargo de governador do Paraná, Beto Richa deixou o Estado na melhor situação fiscal e financeira do Brasil. Com as contas em dia, foi possível realizar investimentos históricos, ações e repasses de recursos. Foram 22 mil obras nos 399 municípios paranaenses. Hoje, o Paraná é melhor e se destaca no cenário nacional.

O Produto Interno Bruto (PIB) do Paraná subiu de 5,8% para 6,3%. O nível de endividamento do Estado caiu de 90,87% para 27% da receita corrente líquida.

De acordo com a consultoria Tendências e a Economist Intelligence Unit, a divisão de pesquisas e análises do grupo que edita a revista The Economist, o Paraná está entre os três Estados mais competitivos do Brasil. Também possui a melhor estratégia de investimentos da América do Sul, segundo o jornal Financial Times.

A Moody’s, uma das maiores agências mundiais de classificação de risco, elevou os ratings do Paraná. Na escala nacional, o Estado pulou dois degraus e passou de A1.br para Aa2.br com perspectiva estável, ficando a dois níveis da nota máxima da agência. O Paraná possui a maior nota da escala nacional entre os Estados avaliados pela Moody’s. Outra agência bem conceituada mundialmente, a Fitch, manteve o rating nacional de longo prazo do Paraná em AA+ (bra) com perspectiva estável. Com isso, o Estado possui a melhor nota entre as unidades da federação avaliadas pela Fitch e está a apenas um degrau do nível máximo AAA.

Em 6 de abril de 2018, Beto Richa se despediu do Palácio Iguaçu deixando R$ 6,7 bilhões em caixa. Situação completamente diferente do quadro encontrado em 1.º de janeiro de 2011, quando o Estado tinha um rombo de R$ 4,5 bilhões em seus cofres.   

Nas gestões de Beto Richa, os servidores públicos receberam, em média, 83,77% de reajuste salarial, ao passo que a média da inflação acumulada do período medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Ampliado (IPCA) chegou a 54,92%.   

Muitos avanços. Desenvolvimento pleno em favor dos paranaenses. É com esse exemplo de gestão responsável e austera, é com essa atenção e cuidado com as pessoas que o Paraná tem que contar em Brasília.

Deixe um Comentário