Barra do Jacaré

Berano adota ‘economia de guerra’ para enfrentar crise

Da Redação


O prefeito de Barra do Jacaré, Adalberto de Freitas Aguiar (PR), o Berano como é mais conhecido, diante da crise que assola os municípios brasileiros, em especial a sua prefeitura, gravou um vídeo, divulgado no início da noite desta segunda-feira (8), na qual relata medidas de contenção que podem ser consideradas como “economia de guerra”, jargão utilizado em momento difíceis, definindo um conjunto de práticas econômicas excepcionais, aplicadas durante certos períodos históricos de fortes agitações ou extrema isolamento econômico, geralmente, mas nem sempre, ligadas à ocorrência de conflito armado.

Segundo o prefeito, somente no mês de junho passado, Barra do Jacaré perdeu nada menos que R$ 200 mil do repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), obrigando a adoção de medidas drásticas como desaceleração ou suspensão de obras, corte de alguns benefícios como horas extras, entre outros. 

Berano explica que tais medidas são excepcionais e visam resguardar a capacidade da prefeitura de manter os serviços essenciais como saúde, educação e folha dos servidores municipais e garante que, assim que  situação se normalizar, a administrar vai retomar os serviços que estão sendo paralisados ou reduzidos e demais benefícios. 

Deixe um Comentário