Cornélio Procópio

Assalto e agressão ao padre podem ter sido praticados por menores

Ataíde Cuqui

Padre Orisvaldo Calando ficou ferido durante assalto
CRÉDITO: DIVULGAÇÃO

A polícia de Cornélio Procópio ouviu nesta quinta-feira (17) dois menores que estariam envolvidos no assalto praticado na casa paroquial local  e agredido o padre Orisvaldo José Calando, responsável pelo presbitério. A ação aconteceu na quarta-feira (16) quando três elementos armados e encapuzados invadiram o local  e agrediram violentamente ao pároco que teve que ser conduzido para a Santa Casa com diversos ferimentos.

Na quinta-feira, dois  menores  foram conduzidos até a  delegacia da Polícia Civil apontados como suspeitos de estarem envolvidos no assalto. Um deles foi detido pela Polícia Militar e apresentado ao delegado de plantão que, após ouvi-lo, o entregou aos pais. Outro, apresentado no começo da noite do mesmo dia, seguiu sendo ouvido pela autoridade policial.

Por envolver adolescentes e ainda não ter elementos comprobatórios suficientes, a polícia preferiu não se manifestar sobre o teor dos depoimentos. Imagens gravadas no local apontam que pelo menos um deles foi identificado como participante do assalto na casa paroquial que  cuida das ações pastorais e administrativas da Catedral Cristo Rei, localizada no centro da cidade.

A ação dos criminosos, principalmente pelas agressões praticadas contra o vigário, provocou  repúdio na sociedade. Embora não tivesse sofrido nenhuma lesão mais grave, ele seguiu internado por precaução e sendo devidamente medicado.

Deixe um Comentário