Ribeirão Claro

Asilo ganha nova lavanderia

Diógenes Gonçalves – Assessoria 


Orçada em cerca de R$ 102,5 mil, a nova lavanderia do Asilo São Vicente de Paulo foi inaugurada na tarde da última sexta-feira (6), em Ribeirão Claro. A nova estrutura é composta por um novo prédio, uma lavadora horizontal com capacidade para 50 quilos, secadora rotativa para até 50 quilos, centrífuga com capacidade para 50 quilos e uma calandra com rolo.

O trabalho para a construção da nova lavanderia foi iniciado 2013 pelo diretor da entidade, Francisco Antônio Gardi Fonteque, com apoio do prefeito Mario Augusto Pereira, do procurador do Ministério Público do Estado do Paraná, Gilberto Giacóia e do ex-deputado federal, João Arruda, responsável pela emenda parlamentar que proporcionou os recursos que viabilizaram o investimento. O prédio foi construído com repasses feitos pela prefeitura de Ribeirão Claro e ações promovidas pela entidade junto à população.

Participaram do evento o prefeito Mario Augusto Pereira, a primeira-dama Ana Maria Molini, o vice-prefeito João Carlos Bonato, o procurador do Ministério Público do Estado do Paraná, Gilberto Giacóia, a presidente da Câmara Municipal, Eliana Cortez, autoridades civis e religiosas, além da direção do asilo.

O procurador do Ministério Público do Estado do Paraná, Gilberto Giacóia, que também é diretor de patrimônio do asilo, exaltou o trabalho de centenas de voluntários e do envolvimento da população em favor do asilo. “Em Ribeirão Claro temos um espírito elevado e isso se deve ao congraçamento do povo de nossa terra”, declarou. “Parabéns Francisco e povo de Ribeirão Claro, aqui nós continuaremos plantando a semente da boa colheita”, completou.

O prefeito Mario Pereira se emocionou ao lembrar o trabalho do pai, José Alves Pereira, ex-presidente do asilo. “Acompanhei de perto o trabalho aqui no asilo desde seu início, meu pai era vicentino e foi diretor do asilo por muitos anos”, lembrou. “Com o tempo ele não pôde ser mais o presidente e o Francisco assumiu e vem fazendo um excelente trabalho”, afirmou.

Para o diretor do asilo Francisco Antônio Gardi Fonteque lembrou a luta por mais de seis anos para concretizar a melhoria. “Se não fosse o [prefeito] Mario e o doutor Gilberto não teríamos conseguido”, declarou. “Estou há quase 41 anos à frente do asilo, não é fácil, mas fazemos por amor”, disse. “Convido todos a conhecerem também nossa sala de fisioterapia, um trabalho da nossa fisioterapeuta Bruna Ruvina”, concluiu.

Deixe um Comentário