Saúde

Hospital Regional de Santo Antônio da Platina terá novo plano de trabalho

O deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB) e o prefeito de Santo Antônio da Platina, professor Zezão Coelho (Pode) definiram nesta terça-feira, 21, com o secretário estadual de Saúde, Beto Preto, um plano de trabalho para o Hospital Regional do Norte Pioneiro.

Segundo o prefeito, o terreno onde está localizado o Centro de Hemodinâmica será cedido ao hospital. Os médicos Jorge Garrido e Luciano Dias dos Reis também participaram do encontro.

“Existe uma pendência com relação ao terreno que pertence à APMI. A prefeitura vai elaborar um projeto para o Estado onde vamos fazer a cessão definitiva do terreno para o hospital regional”, explica o prefeito.

Atendimento – Segundo o prefeito, será elaborado pela Secretaria Estadual de Saúde um plano de trabalho do próprio hospital para os próximos quatro anos. “Assim que a prefeitura oficializar a doação do terreno para o Estado, já vai na justificativa do projeto esse plano de trabalho do governo para os próximos quatro anos”, acrescenta.

O hospital atende Santo Antônio da Platina e outros municípios da região. “É um hospital de referência, que atende pacientes com várias especialidades. Tem um quadro clínico com profissionais competentes e comprometidos. O apoio do Estado é muito importante para atender à demanda regional”, destaca o deputado.

Durante o encontro, o médico Luciano Dias dos Reis entregou um exemplar do livro de sua autoria, Medicina Platinense no Século XX, ao secretário Beto Preto.

Empreendimento — O prefeito de Santo Antônio da Platina também aproveitou para visitar uma empresa em Curitiba, que tem planos de expansão para o Norte Pioneiro. A estratégia de ampliação do mercado prevê a instalação de uma unidade na cidade com a criação de dezenas de empregos.

Zezão Coelho disse que a posição geográfica da cidade foi importante na decisão da direção da empresa. “Estamos a 360 km de Curitiba e 400 São Paulo. Isso também enche os olhos dos empresários”, justifica.

O prefeito aponta ainda que a cidade está recebendo o programa Carretas do Conhecimento com cursos de qualificação profissional, facilitando o acesso ao mercado de trabalho.

A indústria, que tem presença em 11 estados, fabrica embalagens plásticas para produtos alimentícios, como copos de requeijão e iogurte e bandejas de lasanha. “Vamos buscar uma solução para atrair esse investimento, com a oferta de um terreno para a empresa”, antecipa o prefeito.

Deixe uma resposta

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto:

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios