Geral

Calendário Auxílio Gás: confira pagamentos para o mês de abril

Auxílio Gás paga 50% do valor do botijão de gás de cozinha de 13 kg. Confira o calendário de pagamentos de abril.

Por Carlos Rocha

O Auxílio Gás realiza pagamentos a cada dois meses. Como o último depósito ocorreu em fevereiro, milhões de brasileiros já esperam pelos repasses do mês de abril. Portanto, confira o calendário de repasses do Auxílio Gás.

SEST SENAT abre mais vagas de emprego; veja como concorrer
O benefício paga 50% do valor do botijão de gás de cozinha de 13 kg. Os valores são Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). O resultado levantamento ainda será divulgado. O último pagamento, em fevereiro, foi de R$ 52,00.

Calendário Auxílio Gás de abril
O calendário do Auxílio Gás terá as mesmas datas do Auxílio Brasil. Sendo assim, o benefício seguirá o dígito final do Número de Inscrição Social (NIS) para fazer os repasses. Veja os dias de pagamento:

NIS final 1: 14 de abril de 2022;
NIS final 2: 18 de abril de 2022;
NIS final 3: 19 de abril de 2022;
NIS final 4: 20 de abril de 2022;
NIS final 5: 22 de abril de 2022;
NIS final 6: 25 de abril de 2022;
NIS final 7: 26 de abril de 2022;
NIS final 8: 17 de abril de 2022;
NIS final 9: 28 de abril de 2022;
NIS final 0: 29 de abril de 2022.
O benefício é depositado em contas sociais digitais e pode ser movimentado no aplicativo Caixa Tem (Android e iOS) ou ser sacado por meio do cartão cidadão.

Auxílio Gás: expansão
Atualmente, o Auxílio Gás conta com cerca de 5,5 milhões de beneficiários. O dinheiro é pago para quem cumpre um dos requisitos abaixo:

Família com renda mensal de até meio salário mínimo por pessoa e inscrita no CadÚnico;
Família com algum membro que receba o Benefício de Prestação Continuada (BPC).
Mesmo cumprindo os requisitos, o indivíduo pode ficar de fora do Auxílio Gás. O governo não possui verbas suficientes para atender todas as pessoas. O registro é automático, sendo feito pelo Ministério da Cidadania e privilegia alguns grupos, entre eles o de mulheres que foram vítimas de violência doméstica.

No momento, há um de Projeto de Lei (PLP 11/2020) que prevê o aumento da quantidade de inscritos no programa. O texto já passou na Câmara e no momento está no Senado, podendo ser votado nas próximas semanas. Caso passe, só restará a sanção presidencial.

A expansão do Auxílio Brasil adicionaria mais 6 milhões de pessoas ao benefício.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Uia!!!