Caixa Econômica: 1º feirão digital da casa própria deve fornecer R$ 1,2 bi em crédito

Tudo no ambiente online

Capitalist


Caixa Econômica Federal anunciou dia 7 que pretende realizar o 1º feirão da casa própria no formato digital.

Também disse que o evento ocorrerá entre os dias 25 de junho e 4 de julho, e deve contar com mais de 600 construtoras participantes.

O banco estima R$ 1,2 bilhão em empréstimos em dez dias, e pretende ofertar 180 mil imóveis em todo o Brasil.

Seis mil imóveis pertencem ao próprio banco e virão com condições especiais, visto que a Caixa deve financiar até 100% do valor desses imóveis.

Trata-se de empreendimentos que foram retomados por inadimplência.

Caixa Econômica

A instituição financeira elencou, ainda, que haverá uma mudança no processo de desova dos imóveis retomados, os chamados bens não de uso próprio (BNDU). Ao invés de leiloá-los, como tradicionalmente fazem os bancos no Brasil, vai passar a financiar 100%.

Conforme o banco, este será o primeiro feirão no modelo virtual, visto que no ano passado uma ação chegou a ser prevista, também digital, mas não avançou com a Caixa debruçada no pagamento do auxílio emergencial. A última edição do feirão ocorreu em 2019, antes da pandemia.

Outra alteração que se verá, nesta edição, diz respeito ao investimento e custo da operação. Isso porque antes, era custeado 100% pelo banco público e as construtoras apenas atuavam como participantes para venderem seus imóveis.

Porém, desde 2019 o banco estatal passou o evento e os custos às construtoras e se tornou somente patrocinador da ação.

Por fim, a Caixa informou que no modelo digital o feirão da casa própria deve gerar despesas mínimas à Caixa.

Sair da versão mobile