CEDI nega irregularidade e diz não ter convênio com o SUS

Laboratório contesta denúncia formulada por paciente de Covid internado no Hospital Nossa Senhora da Saúde

Da Redação

Foto: Antônio de Picolli

 O laboratório Centro de Tomografia e Imagem Platinense Ltda – CEDI, de Santo Antônio da Platina, através do advogado Adrian Hinterlang, encaminhou na tarde desta quinta-feira (08), um texto no qual exerce seu direito de resposta, pelo qual, nega as acusações feitas pelo paciente do Hospital Nossa Senhora da Saúde,  Janderson Rodrigues de Souza, que denunciou em reportagem pública dia 30 de março, de que a empresa estaria cobrando ilegalmente por exames realizados através do SUS – Sistema Único de Saúde.

A denúncia apresentada pelo bacharel em Direito e acadêmico em Ciências Políticas, Janderson Rodrigues de Souza, paciente infectado por coronavírus, tendo permanecido internado no Hospital Nossa Senhora da Saúde por 13 dias com graves sintomas provocados pela Covid-19, repercutiu intensamente em toda região.

Antes de veicular a matéria, a reportagem da Tribuna do Vale procurou o CEDI por telefone, mas, em razão do horário, não conseguiu contato com a administração do laboratório. No início deste mês o advogado Adrian Hinterlang procurou a redação que fraqueou prontamente a defesa à empresa, o que ocorreu nesta tarde.

Janderson Rodrigues foi informado da manifestação oficial do CEDI, quando informou que aguardaria a publicação do direito de resposta para se manifestar posteriormente. Ele antecipou que está formalizando e vai protocolar a mesma denúncia que fez ao jornal no Ministério Público Federal (MPF), em Jacarezinho, sede regional do órgão.

Veja a íntegra do texto encaminhado à Tribuna do Vale:

Santo Antonio da Platina-PR., 07 de abril de 2021.

AO

DIRETOR DA TRIBUNA DO VALE

ILMO. BENEDITO FRANCISQUINI

SANTO ANTONIO DA PLATINA-PR.

REF. DIREITO DE RESPOSTA EM FACE DE NOTÍCIA VEICULADA NESTE DIÁRIO NA EDIÇÃO N.º 4286 DE 31 DE MARÇO DE 2021.

Prezado Senhor Diretor:

Servimo-nos da presente para solicitar de Vossa Senhoria DIREITO DE RESPOSTA, em face da matéria veiculada neste conceituado diário na edição em epígrafe.

         Para tanto, solicitamos em primeira instância que seja dado o direito de resposta nas mesmas condições que foram veiculadas naquela edição, quais sejam, espaço em primeira página e matéria interna.

         Cumpre informar que a empresa Centro de Tomografia e Imagem Platinense Ltda – CEDI, é uma sociedade empresária de direito privado, constituída em data de 01/06/1996, portanto, uma empresa série e idônea que construiu sua  trajetória e história de sucesso, sempre se pautando nos mais elevados valores e princípios éticos.

         É uma empresa que cuida da saúde da família do Norte Pioneiro, sempre atendendo de forma humana e profissional seus clientes e ao longo desses 25 anos de atividades atentou sempre para o bom atendimento, ágil e célere de seus clientes, que muitas vezes encontram-se em condições de saúde fragilizadas.

         A matéria veiculada não condiz com a verdade dos fatos, pois vejamos:

  1. A empresa nunca foi e não é conveniada ao Serviço Único de Saúde-SUS;
  2. A empresa somente atende pacientes na modalidade particular e convênios com várias empresas operadoras de planos de saúde;
  3. A empresa atende de forma emergencial pacientes encaminhados por Secretarias Municipais de Saúde dos municípios do Norte Pioneiro do Paraná, sendo que estes exames são devidamente cobrados e pagos pelas Prefeituras Municipais que tem em nossa empresa um suporte que elas não têm condições de dar aos seus cidadãos;
  4. Os exames realizados pelo CEDI que sejam oriundos de encaminhamento pelas Prefeituras Municipais, são cobrados na modalidade particular e por óbvio, para cumprir sua função social o CEDI disponibiliza às municipalidades um preço justo que cobre seus custos operacionais.

Como enfatizado o CEDI jamais foi conveniado ao SUS -Serviço Único de Saúde, logo, a matéria veiculada falta com a verdade quando informa que o CEDI cobra por exames bancados pelo SUS.

Ainda em relação à matéria veiculada o Sr. Janderson Rodrigues de Souza, teve seu exame pago pela Prefeitura Municipal de Santo Antonio da Platina, conforme nota fiscal emitida para tal finalidade e que se encontra a disposição.

Em relação aos demais pacientes, eles optaram por fazer seus exames na modalidade particular e não aguardaram a liberação ou encaminhamento pela Prefeitura Municipal, preferindo fazer seus exames na modalidade particular.

Em homenagem a Lei Geral de Proteção de Dados, deixamos de apresentar a nota fiscal da prestação de serviços emitida para o exame realizado pelo Sr. Janderson, mas ela se encontra a disposição das autoridades.

Os esclarecimentos são feitos uma vez que não se pode admitir que uma empresa séria e idônea, que investe sempre no intuito de prestar bons serviços à nossa comunidade, venha a ser alvo de disputas outras, que não coadunam com a verdade dos fatos.

Ante o esclarecimento acima de que o CEDI nunca foi conveniado ao Serviço Único de Saúde, e, portanto, prestou serviços na modalidade particular, cobrou por tal serviço prestado na modalidade particular e  com a publicação de forma espontânea desse conceituado diário do presente pedido de direito de resposta, entendemos que  os esclarecimentos são oportunos e que os fatos narrados trazem à tona a realidade fática ocorrida.

Somos desde já,
Atenciosamente.
CENTRO DE IMAGEM PLATINENSE LTDA
Adrian Hinterlang de Barros
OAB-PR 44.633