No Paraná, classes C e D consomem 8% menos em fevereiro, aponta pesquisa da Superdigital

No comparativo com janeiro, queda no Brasil foi de 28%. Gastos com prestadores de serviços caíram 50% no país, enquanto os com combustíveis subiram 7%.

Da Assessoria


A Pesquisa de Hábitos de Consumo das Classes C e D da Superdigital, fintech do Santander, mostra que os brasileiros das classes C e D gastaram em fevereiro 28% a menos que em janeiro. O levantamento, baseado nas transações feitas pelos clientes, é mensal e tem o objetivo de traçar o perfil do consumidor.

No Paraná, a pesquisa apontou que o consumo recuou 8% na mesma base de comparação. Os gastos que mais reduziram foram com Companhias Aéreas (-29%), Automóveis e Veículos (-26%) e Lojas de Roupas (-18%). Na outra ponta, houve crescimento nos gastos com Hotéis e Motéis (32%), Combustível (7%) e Diversão e Entretenimento (4%).

Os dados por região apontam que o maior recuo foi no Sudeste do País, com queda de 31%, seguido por Nordeste e Centro-Oeste, onde a diminuição do consumo foi de 25%, Norte (-21%) e Sul (-10%).

De acordo com Luciana Godoy, CEO da Superdigital no Brasil, “devemos, primeiro, lembrar que além de fevereiro ser um mês com menos dias, tivemos um Carnaval sem festas, com boa parte da população em casa, gastando menos. Além disso, em janeiro, algumas pessoas ainda puderam contar com uma sobra no orçamento pelo pagamento da segunda parcela do 13° salário, além do auxílio emergencial, que foi pago até dezembro”, explica ela.  

As maiores variações registradas entre fevereiro e janeiro foram nas categorias Prestadores de Serviços (-50%), Serviços (-45%) e Lojas de Artigos Diversos (-33%). O único setor em que houve aumento de gastos foi Combustível, com uma variação positiva de 7%.

Em fevereiro, 33% do consumo foram realizados em Supermercados, 3 pontos percentuais a mais que em janeiro, seguido por Restaurantes (12%), Lojas de Artigos Diversos (11%) e Serviços (9%).

A Pesquisa de Hábitos de Consumo das Classes C e D da Superdigital também traz tendências sobre o comportamento do consumidor: em fevereiro, as compras físicas recuaram em quase todos os itens, dando espaço ao e-commerce. 

Recortes regionais

Rio Grande do Sul

No Rio Grande do Sul, a pesquisa apontou que os gastos recuaram 10% em fevereiro ante janeiro deste ano. Os setores que mais caíram foram Automóveis e Veículos (-30%), Prestadores de Serviços (-27) e Transporte (-22%). Por outro lado, houve crescimento nos gastos com Companhias Aéreas (44%), Hotéis e Motéis (18%) e Lojas de Roupas (11%).

Paraná

No Paraná, a pesquisa apontou que o consumo recuou 8% na mesma base de comparação. Diferente do Rio Grande do Sul, os gastos que mais reduziram foram com Companhias Aéreas (-29%), Automóveis e Veículos (-26%) e Lojas de Roupas (-18%). Na outra ponta, houve crescimento nos gastos com Hotéis e Motéis (32%), Combustível (7%) e Diversão e Entretenimento (4%).

Espírito Santo

No Espírito Santo, a pesquisa aponta que o consumo em fevereiro ante janeiro caiu nas categorias Hotéis e Motéis (-77%), Transporte (-33%) e Telecomunicação (-22%). Por outro lado, houve avanço nos gastos com Companhia Aéreas (36%), Prestadores de Serviço (23%) e Combustível (17%).

Rio de Janeiro

No Rio de Janeiro, os dados da pesquisa mostram que os gastos recuaram 19%. Os setores que puxaram a queda foram Automóveis (-37%), Prestadores de Serviços (-26%) e Rede Online (-22%). Na outra ponta, houve um aumento nos gastos com Diversão e Entretenimento (14%), o único segmento que avançou.

São Paulo

Em São Paulo, a pesquisa da Superdigital mostrou que o consumo teve queda 34% em fevereiro, se compararmos com janeiro. A maior redução foi nos gastos com Prestadores de Serviços (-61%), seguido pelas categorias Lojas de Artigos Diversos (-40%), Diversão e Entretenimento (-31%) e Companhias Aéreas (-30%). Contudo, houve avanço nos gastos com Combustíveis (8%).

Minas Gerais

Em Minas Gerais, o levantamento apontou que o consumo recuou 17% em fevereiro. Os setores que mais caíram foram Prestadores de Serviços (-30%), Serviços (-25%) e Telecomunicações (-24%). Por outro lado, houve aumento nos gastos com Diversão e Entretenimento (10%) e Companhias Aéreas (10%).

Pernambuco

Em Pernambuco, a pesquisa aponta que o consumo em fevereiro reduziu 13% na mesma base de comparação. Os gastos que mais recuaram foram nas categorias Automóveis e Veículos (-45%), Lojas de Artigos Diversos (-28%) e Telecomunicação (-16%). Por outro lado, houve crescimento dos gastos com Hotéis e Motéis (23%), Companhias Aéreas (18%) e Combustível (18%).

Ceará

No Ceará, os dados revelaram que o consumo recuou 43% em fevereiro ante janeiro. Os gastos que mais caíram foram apontados nas categorias Prestadores de Serviços (-70%), Serviços (-64%) e Rede Online (-60%). Na outra ponta, subiram os gastos com Companhia Aéreas (158%), Diversão e Entretenimento (85%) e Automóveis e Veículos (4%).

Bahia

Na Bahia, a pesquisa mostrou que o consumo caiu 18%. As categorias que mais recuaram foram Rede Online (-38%), Serviços (-30%) e Prestadores de Serviços (-26%). Na outra ponta, subiram os gastos com Diversão e Entretenimento (48%), Hotéis e Motéis (19%), Automóveis e Veículos (7%) e Drogaria e Farmácia (4%).