Integrada disponibiliza sementes com a nova tecnologioa Intacta 2 XTend aos cooperados

A Integrada irá disponibilizar a nova tecnologia Intacta 2 XTend aos cooperados. A nova tecnologia promete resistência às principais lagartas nocivas à lavoura.

Sociedade Rural do Paraná


Em campos de sementes certificados pelo Ministério da Agricultura, a tecnologia Intacta 2 XTend foi cultivada sob a supervisão da equipe técnica da cooperativa. O engenheiro agrônomo Rodrigo Ambrósio explica que, para produzir as sementes é preciso escolher bem a área, num ambiente controlado. “Realizamos o plantio numa área de “stewardship”, que consiste em uma barreira vegetal para proteger a lavoura, evitando a contaminação de áreas que utilizam outras tecnologias”, ressaltou Ambrósio.

Todo esse cuidado foi rigorosamente seguido porque as cultivares de soja com a nova tecnologia da multinacional Bayer ainda não tinham sido liberadas pela Comissão da União Europeia. “Foi uma aposta realizar o teste em áreas dos nossos cooperantes, porque se não tivesse a liberação, teríamos que destinar todas as sementes para um uso controlado da indústria nacional”, ressalta o gerente de sementes da Integrada, Romildo Birelo.

A Intacta 2 XTend é a última geração em biotecnologia de soja e inicia uma nova fase de produtividade e resistência. Entre as principais novidades que a XTend oferece ao agricultor está a resistência ao herbicida Dicamba, eficiente no controle de plantas daninhas de folhas largas anuais e perenes, com ação em mais de 270 espécies, incluindo as mais comuns e de difícil manejo como buva, caruru, corda-de-viola e picão-preto.

A nova tecnologia também apresenta alta eficiência contra lagartas como a falsa medideira, lagarta-da-soja, lagarta-das-maças e broca-das-axilas, incluindo duas espécies: a Helicoverpa armigera e a Spodoptera cosmioide.

“Com a aprovação do uso da tecnologia, a Integrada já incluiu no seu portifólio três cultivares que serão utilizadas pelos nossos cooperados na próxima safra”, ressalta Ambrósio.

A Integrada produziu 7 mil sacas de sementes com a biotecnologia XTend, 240 mil quilos de três cultivares diferentes, com indicação para todas as regiões de atuação da cooperativa.

“Temos grupos de maturação de 5.9 indicados para o oeste do Paraná, de 6.2 para a região norte toda e 6.3 para a região de Maringá e estado de São Paulo. São cultivares que apresentam produtividade de até 10% a mais que a média das mais utilizadas atualmente. E o melhor de tudo, o custo global não aumenta muito. As vantagens são imensas”, afirma Birelo.

Produção de sementes Intacta XTend da Integrada

Na Fazenda Santa Guilhermina, em Arapongas (PR), o agricultor Mauro Tribulato destinou parte da lavoura de soja para a produção de sementes com a tecnologia Intacta 2 Xtend. No campo de teste, a nova cultivar foi isolada dos outros campos de soja, cercada por matas, rios e estradas, e concentradas em um só lote individual.

“Outro ponto importante é a limpeza das semeadoras, colheitadeiras e caminhões de transporte, para evitar contaminação com as outras variedades. Temos também muito cuidado com as sobras de sementes, que precisam ser recolhidas e devolvidas à cooperativa”, explica Tribulato.

Mauro Tribulato está entre os agricultores preocupados com alta produtividade, alto rendimento e gestão de custos. “Apesar do risco inicial em investir numa tecnologia que ainda não havia sido liberada, nós produtores temos o dever de buscar as últimas e mais modernas tecnologias para melhorar a produtividade”, finaliza Tribulato