Abril será o mês de virada na vacinação contra Covid-19 no Brasil; Entenda o motivo

Principal fornecedora de vacinas para o Ministério da Saúde espera entregar carregamentos muito maiores de vacinas a partir do próximo mês.

Edital Concursos Brasil


A partir de abril, a vacinação contra Covid-19 no Brasil deve ganhar muito mais força. A principal fornecedora de doses para o Ministério da Saúde, a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) informou que vai fornecer carregamentos regulares maiores do que vem entregando até o momento.

Segundo uma reportagem da Veja, a cota da Fiocruz irá representar 66% a mais do que as doses já entregues ao Programa Nacional de Imunização (PNI) até o dia 9 de março. A fundação já assegurou 222 milhões de doses ao país.

Já o Instituto Butantan estima que vai disponibilizar cerca de 12 milhões de doses da CoronaVac no próximo mês. Grande parte dessas doses já foi produzida, e aguarda apenas a liberação do controle de qualidade.

Também está programada a entrega de cerca de 8 milhões de unidades da Covaxin pela Precisa Melhoramentos, de acordo com o Ministério da Saúde. O imunizante, contudo, ainda depende da aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária.

Depois de atrasos ligados à falta de vacinas em todo o mundo, 2 milhões de doses da vacina de Oxford também devem ser enviadas ao Brasil pelo Instituto Serum, na Índia.

Números da vacinação

Até o dia 9 de março, o Brasil já havia imunizado um total de 15.934.945 de pessoas, contando com a primeira e segunda doses. Confira abaixo os números por estado até essa data: