Santo Antônio da Platina vive o pior momento da pandemia

Município registras 48 mortes, 417 casos ativos e 346 em investigação; em apenas três dias, cinco pessoas morreram por complicações da para a doença

Tá no Site

Município registrou cinco mortes por complicações do coronavírus em apenas três dias – Foto: Tá no Site

O município de Santo Antônio da Platina vive o pior momento da pandemia de Covid-19, e a situação tende a se agravar considerando os números alarmantes da disseminação da doença. Em apenas três dias, cinco moradores perderam a vida em decorrência de complicações causadas pelo vírus.

O boletim epidemiológico desta segunda-feira (22) dá a dimensão da gravidade do problema. 48 pessoas perderam a vida para a Covid-19 desde o início da pandemia, 417 moradores estão com o vírus ativo e 346 casos suspeitos são investigados pelo Lacen. Entre os casos ativos, 17 estão hospitalizados.

Nesta segunda-feira, quatro pacientes aguardavam no pronto-socorro por vagas em UTI. De acordo com a secretária municipal de Saúde, Gislaine Galvão, todos os leitos de Unidade de Terapia Intensiva e de enfermaria no Hospital Regional do Norte Pioneiro e na Santa Casa de Jacarezinho estavam ocupados. Pela manhã, a Central de Leitos informou que havia 16 pacientes à espera de UTI e quatro por enfermaria nos municípios atendidos pela 19ª Regional de Saúde.

Durante todo o dia, a Secretaria Municipal de Saúde debateu novas medidas emergenciais para atender a alta demanda de atendimento a pacientes infectados e casos suspeitos. “Nossos profissionais [da saúde] se dedicam de corpo e alma para salvar vidas, em especial de pessoas infectadas pela Covid-19, mas estão todos exaustos, trabalhando além da capacidade física e mental. Muito jovens estão se infectando e a doença está disseminada na cidade. É preciso que cada um faça a sua parte, respeitando as medidas sanitárias e o distanciamento social para evitar um cenário ainda mais caótico”, advertiu Gislaine sem adiantar as medidas que serão anunciadas nesta terça-feira (23).

Falta de oxigênio é fake
A secretária de Saúde disse que é falsa a informação que circulou no fim de semana em grupos de WhatsApp alertando para a falta de oxigênio nos hospitais da cidade. “As unidades estão abastecidas com oxigênio. Infelizmente algumas pessoas publicam informações fantasiosas com a finalidade de causar pânico. Qualquer problema relacionado à falta de medicamentos e insumos será informado por meio dos canais da prefeitura e pela imprensa”, esclarece Gislaine.

Imunização
Nesta terça-feira, a Secretaria Municipal de Saúde inicia a vacinação de idosos com idade entre 75 e 79 anos (370 doses). Mais 140 profissionais da saúde também receberão a primeira dose do imunizante.