Em desespero, médico pede respiradores para hospital e PS

Hospital Nossa senhora da Saúde entra em estado de colapso pelo número de pacientes com Covid-19

Da Redação

Crédito: Antônio de Picolli

Por volta das 15 horas desta segunda-feira (22), uma mensagem em tom de desespero reflete o estado caótico em que se encontram o Hospital Nossa Senhora da saúde e o pronto Socorro Municipal de Santo Antônio da Platina. Um médico, cuja identidade preservamos, entrou em contato com a reportagem da Tribuna do Vale, pedindo em tom de súplica para que entrássemos em contato com o deputado estadual Luiz Cláudio Romanelli e com o próprio secretário da Saúde do Paraná, Beto Preto: “precisamos de respiradores. A situação está insustentável”, implorou.

O médico relatou que a situação é de colapso absoluto, contando que o quadro é tão dramático que as equipes médicas e de enfermeiros que atendem no hospital e Pronto Socorro estão chegando ao limite inimaginável de ter que escolher qual paciente vai receber respirador artificial. “A situação superou qualquer projeção pessimista, todos os limites”, relatou.

“O que agrava ainda mais a situação é a falta de estrutura. Poucos funcionários, a demanda é grande. Os funcionários estão sofrendo demais, estresse, muito estresse. Você não faz ideia. Assim como eu eles querem fazer muito mais pelos pacientes e estão vendo a coisa degringolar. Ultrapassou todos os limites”, desabafou o médico.

Ainda, segundo o profissional, o clima de estresse não se limita às atividades dentro das unidades de saúde, mas invade as residências de médicos, equipe de enfermagem e funcionários. “É tanto estresse que não estamos conseguindo dormir. Não conseguimos nos deligar do sofrimento de pacientes aguardando uma vaga de UTI e, pior, sem respiradores que possam minimizar tanto sofrimento|, desabafa.

Um paciente internado na enfermaria de Civid-19 do Hospital Nossa Senhora a Saúde relatou através de mensagem no whatsapp, a situação de desespero na unidade de saúde. Passei muito mal, mas nada que se compare a outros pacientes” contou.

Segundo ele, esse fim de semana foi especialmente triste, com duas mortes por Covid e entrada de outros pacientes em estado grave. “O que é desesperador é a espera por um leito de UTI, que só existe no Hospital Regional que está no limite da capacidade. Tem gente morrendo sem ter o direito a uma chance numa unidade de tratamento intensivo”, observa.

Pedido
A reportagem encaminhou por mensagens de whatsapp aos deputados Pedro Lupion (DEM), federal; Luiz Cláudio Romanelli (PSB), estadual; e, ao secretário da Saúde, Beto Preto, relatando drama e o pedido do médico por respiradores mecânicos. Até o fechamento da edição, Lupion foi o único a responder, informando que já estava desenvolvendo gestões junto ao Ministério da Saúde pela cessão emergencial de respiradores para o Hospital Nossa Senhora da Saúde e Pronto Socorro Municipal.