Sequencia de mortes aumenta apreensão e causa novo lockdown

Foram seis mortes apenas nesta sexta-feira, e o total de 11 óbitos na semana; novas restrições ao comércio entram em vigor na próxima segunda-feira 

Crédito: Antônio de Picolli

Da Redação

 Com seis mortes em um único dia por conta da Covid-19, os moradores de Wenceslau Braz vivem um clima de muita apreensão. Nesta sexta-feira (12) houve a confirmação de que a prefeitura implantará novo lockdown, permitindo o atendimento presencial apenas para atividades consideradas essenciais. A medida entra em vigor na segunda-feira (15).

O clima, que já era de pânico, piorou substancialmente nesta sexta-feira, quando nada menos que seis pessoas morreram com diagnóstico positivo de Covid-19. No total foram 11 óbitos em decorrência da doença durante esta semana.

E como se não bastasse, apesar da negativa das autoridades, existe um grande rumor sobre a presença de variantes do vírus, uma vez que a maior parte dessas mortes eram de pessoas saudáveis e fora do grupo de risco. Diante da situação, a prefeitura de Wenceslau Braz decidiu adotar um novo lockdown a partir de segunda-feira. Desta forma apenas o comércio considerado essencial poderá trabalhar, e mesmo assim com restrições. Postos de combustível deverão ter atendimento apenas nas bombas, farmácias não poderão receber contas ou ter outras atividades que não sejam a venda de remédios e supermercados deverão aferir a temperatura de todos os clientes.

A princípio a medida terá validade durante uma semana, podendo ser prorrogada por mais tempo caso não haja redução no número de casos e de óbitos entre os moradores.

Wenceslau Braz já registrou 28 óbitos desde o começo da pandemia e tem o total de 958 casos confirmados da doença.