Cornélio Procópio emite novo decreto com medidas mais restritivas às atividades comerciais

Documento prorroga as ações anteriores e impõe mais rigor às medidas de isolamento social

Ataíde Cuqui

Prefeito Amin Hannouche coordenou a reunião na prefeitura

A Prefeitura de Cornélio Procópio emitiu hoje novo decreto fortalecendo as medidas de prevenção que vêm sendo adotadas pelo município para enfrentamento da Covid-19. O documento dispõe sobre o funcionamento das atividades comerciais e da prestação de serviços  e impõe mais rigidez ao isolamento social a fim de evitar o contágio pela doença.

Trata-se do Decreto Nº 250, com medidas que vão vigorar até o próximo dia 17 do mês em curso. O documento foi discutido na manhã desta sexta-feira (12), durante reunião na prefeitura, coordenada pelo prefeito Amin Hannouche, com participação de assessores do serviço público municipal e membros da sociedade envolvidos no processo de enfrentamento da doença.

“O documento acompanha o decreto do Governo do Estado e, após o dia 17, quando foi fixado o final da sua vigência, será feita uma avaliação para a tomada ou não de novas medidas”, informou a vice-prefeita e secretária municipal de Saúde, Angélica Olchaneski, que também participou da reunião na prefeitura.

Entre as medidas que constam do documento, estão as que regulamentam o comércio lojista do município. Pelo documento, esse segmento poderá funcionar  de segunda à sexta-feira, das 9 às 18 horas. Aos sábados, das 9 às 13 horas, com horário diferenciado para os serviços essenciais que poderão abrir um pouco antes.

Já no domingo, foi feita uma nova avaliação onde aos restaurantes, bares e lanchonetes podendo atender das 8 às 16 horas. Neste caso, estão as distribuidoras de bebidas e lojas de conveniência, inclusive, as que atendem em postos de gasolina. Entre as medidas preventivas, novo decreto também reforça a recomendação sobre o uso da máscara em qualquer situação.

Com relação às igrejas de um modo geral, o documento sugere o cumprimento do que já dispõe o decreto do Governo do Estado. Escolas, incluindo as do ensino superior e ensino profissionalizando, permanecerão fechadas. Feiras livres não sofreram nenhuma restrição, podendo funcionar normalmente aos sábados e domingos.

A secretária de Saúde disse que, apesar dos esforços empreendidos até agora,  a decretação de medidas restritivas impostas pelo município, não foram suficientes para conter o avanço da doença. 

“Infelizmente, até agora, isso não foi observado. Nas próximas semanas é que veremos com mais certeza se surtiram efeito ou não. O que pedimos às pessoas é que neste momento nos ajudem. É mais um apelo que fazemos para que nos auxiliem nesse momento crítico”, enfatizou. O novo decreto entra em vigor a partir de hoje.