TCE-PR estuda uso de aplicativos móveis e de inteligência artificial em fiscalizações

Presidente Fábio Camargo busca novas tecnologias para aperfeiçoar atuação do órgão em favor da sociedade paranaense

Da Assessoria

Audiencia fundacao celepar

O Tribunal de Contas do Estado (TCE-PR) estuda o desenvolvimento de aplicativos móveis e o uso de inteligência artificial para melhorar o trabalho de fiscalização da gestão pública no Paraná. Os temas foram discutidos na manhã desta quinta-feira (10) por representantes do órgão, em reunião com técnicos da Fundação Celepar.

A iniciativa, de acordo com o presidente do TCE-PR, conselheiro Fábio Camargo, busca utilizar as novas tecnologias, para aperfeiçoar cada vez mais a atuação do órgão em favor da sociedade. A reunião, que deu continuidade às tratativas de cooperação, foi coordenada pelo presidente da Fundação Celepar, Leandro Moura.

O diretor de Tecnologia da Informação do TCE-PR, Wanderlei Wormsbecker, demonstrou entusiasmo pela perspectiva dos projetos que podem ser desenvolvidos. “Sem dúvidas, o desenvolvimento de aplicativos móveis e de inteligência artificial podem se tornar grandes aliados do TCE-PR”, disse Fábio Camargo.

De acordo com o conselheiro, na semana que vem devem ocorrer novas reuniões para alinhar alguns projetos. “Muito importante essa cooperação entre instituições. A harmonia só proporciona benefícios para todos”, completou.

Participaram ainda da agenda na Fundação Celepar o diretor geral do TCE-PR, Evandro arruda e o assessor da presidência, Fábio Aguayo, representando a atual gestão.