Após mortes, boato sobre variante daCovid-19 gera pânico em moradores

Município teve três óbitos apenas nesta semana, o que aumentou temor entre moradores; prefeitura e Regional de Saúde negam confirmação da cepa

 Da Redação

 Um boato sobre a suposta infecção pela variante de Manaus da Covid-10 entre vítimas fatais da doença em Wenceslau Braz causou pânico em moradores durante esta semana.

A situação ganhou tamanha proporção que o prefeito local, Atahyde Ferreira dos Santos, o Taidinho (PSD), teve que ir a público na noite desta quarta-feira (10), através das redes sociais, para negar a presença da nova cepa.Contatada pela reportagem da Tribuna do Vale no dia seguinte, quinta-feira, a 19ª Regional de Saúde também negou que exista qualquer tipo de confirmação da presença da variante de Manaus em pacientes da região – o que inclui Wenceslau Braz.

O boato começou com um áudio no WhatsApp onde um homem fala que duas das vítimas fatais recentes da Covid-19 em Wenceslau Braz teriam testado positivo para a variante de Manaus. Em questão de poucas horas o áudio ganhou enorme repercussão e estima-se que tenha sido compartilhado por milhares de pessoas.O assunto logo ganhou inúmeras publicações também no Facebook, o que fomentou ainda mais o boato e gerou reações de pânico em moradores, já assombrados pela gravidade dos casos na cidade.Para se ter ideia, apenas nesta semana foram três mortes de moradores de Wenceslau Braz em decorrência da Covid-19, todos eles adultos até então saudáveis e fora do grupo de risco. Além disso, existem pelo menos outros três casos de pacientes infectados pelo vírus que estão internados em estado grave.Até o último boletim epidemiológico divulgado pela prefeitura de Wenceslau Braz, na quarta-feira (10), o município registrava o total de 942 casos confirmados, dos quais 152 estavam ainda ativos, com 20 óbitos.