Homem é condenado a 22 anos por homicídio em Jacarezinho

DA ASSESSORIA MP/PR


O Tribunal do Júri de Jacarezinho condenou a 22 anos e 6 meses de prisão um homem de 30 anos denunciado pelo Ministério Público do Paraná por dois crimes: homicídio qualificado consumado e tentativa de homicídio qualificado.

Conforme a denúncia, os crimes ocorreram em 24 de junho de 2019, quando o réu atingiu as vítimas (dois irmãos) com disparos de arma de fogo em via pública. Uma delas morreu, enquanto a outra sobreviveu por ter recebido socorro médico a tempo. O motivo teria sido vingança – um terceiro irmão das vítimas teria brigado com um primo do criminoso e o ferido com golpes de faca.

Os jurados acolheram as teses do MPPR, considerando tanto o homicídio consumado quanto o tentado como duplamente qualificados: por motivo torpe (vingança) e praticados com uso de recurso que impossibilitou a defesa das vítimas (surpresa).

O réu está preso na cadeia pública de Jacarezinho e não poderá recorrer em liberdade.

O CRIME

O crime aconteceu em 24 de junho de 2019 e a vítima fatal seria justamente a pessoa que estaria tentando conter uma briga entre um de seus irmãos e um primo do autor do disparo – que foi atingido com uma facada.