Preso com armas, munições e uma bomba de uso exclusivo do exército

Imprensa PCPR


Na manhã desta sexta-feira, equipe da 38ª Delegacia Regional de Santo Antônio da Platina, composta pelo delegado Rafael Guimarães, investigadores e escrivã, deu cumprimento a mandado de busca e apreensão domiciliar na residência de suspeito de envolvimento em crime de ameaça e dano ao patrimônio público.

Em buscas no local a equipe encontrou em uma sacola pendurada na parede contendo um revólver, marca Castelo, calibre .32, bem como, uma espingarda de pressão com luneta acoplada 4×32, marca Nikko Stirling AO Mountmaster; diversas munições intactas: 11 calibre .38; quatro calibre .36; três calibre .40; três calibre .380; um calibre .44; um calibre .32; um calibre .28; um calibre .22; um calibre .5.5; um calibre 7.65.

Além das unidades intactas, foram encontradas as seguintes munições deflagradas: um calibre .36; um calibre .32 e três calibre .22. Em continuidade às buscas no local foi também encontradas uma munição de morteiro, artefato explosivo de uso proibido.

O local foi isolado por questões de segurança e o esquadrão antibombas da Polícia Militar foi acionado para detonação do artefato, pois trata-se de armamento pesado utilizado pelo exército.

O acusado, de 49 anos de idade, possui passagem pelo crime de estupro de vulnerável. Ele alegou que apenas estava guardando o artefato para outra pessoa, mas não a identificou. O mesmo recebeu voz de prisão em flagrante pelo delegado de polícia.