Construtora paranaense registra crescimento superior à média do setor

Com incremento de 41% nas vendas, Prestes prevê repetir o desempenho com lançamentos em Curitiba e Maringá

Da Assessoria

Redário do Eleva Curitiba, empreendimento de entrada da Prestes Construtora no mercado da capital paranaense.

O número de imóveis vendidos pela Prestes Construtora – somando-se os contratos de venda direta e os financiamentos emitidos pela Caixa – cresceu 41% em 2020, se comparado ao ano anterior. A empresa é a maior construtora paranaense do segmento econômico e prevê repetir em 2021 esse desempenho bem superior à média nacional, especialmente pela abertura de mercado em Curitiba e Maringá, onde está lançando empreendimentos. Segundo a pesquisa Indicadores Imobiliários Nacionais, da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), a venda de imóveis novos no Brasil cresceu 8,4% de janeiro a setembro de 2020, em comparação ao mesmo período de 2019.

Para o diretor de Inteligência Imobiliária da empresa, Eduardo Consorte, o resultado está atrelado a uma série de fatores. Um deles é o fato de a própria pandemia trazer as pessoas mais para dentro de casa, o que resultou em novas necessidades de espaço, privacidade, qualidade de vida e lazer, tudo em um mesmo ambiente. “Isso fez com que houvesse uma demanda maior por condomínios que oferecem áreas comuns com atributos capazes de atender à necessidade do cliente”, justifica. 

Outro aspecto, segundo o engenheiro, é a queda das taxas de juros e a maior oferta de crédito, disponível em instituições públicas e bancos privados. “A oferta de dinheiro para financiar imóveis, tanto para o segmento econômico como também via SBPE (Sistema Brasileiro de Poupança e Crédito) está mais atraente”, diz. 

Consorte lembra que diante da retração de vários setores da economia, aliada à sensação de insegurança, a opção pela compra de imóveis foi uma das alternativas para quem também está habituado a investir. “Percebemos que muita gente busca pelos atributos que empregamos nos nossos empreendimentos e ter um lar para chamar de seu. Mas também vimos um grande movimento de compradores interessados em transformar um imóvel em fonte de renda ou de capitalização”, informa. < /span>

Crescimento

Consorte comenta que a taxa de crescimento merece ser comemorada, considerando o cenário desafiador do ano e um menor volume de lançamentos da companhia. Isso porque alguns dos lançamentos previstos para o ano de 2020 foram prorrogados. “À medida que colocamos novos produtos no mercado, é natural que haja um incremento das vendas. Mas crescer como crescemos, com menos lançamentos, demonstra força de nosso time e a grande aceitação de nossos produtos”, destaca. Em 2020 foram cinco novos produtos oferecidos ao mercado, com destaque para a chegada a Curitiba, onde a Prestes estreou sua operação. 

Para 2021, a previsão é que o crescimento de vendas da construtora seja novamente na casa de 40%. Esse patamar considera a expansão da empresa na região metropolitana da capital e também o crescimento da praça Norte, com início das atividades em Maringá. Ao todo, devem ser disponibilizados oito novos empreendimentos em 2021. Em 12 anos de atividades, a Prestes já entregou mais de 5 mil unidades.