Hiroshi ainda não foi julgado pelo TRE

Prefeito reeleito foi denunciado pelo Ministério Público, mas recurso ainda não foi julgado

Da Redação

Prefeito Hiroshi Kubo ainda não foi julgado pelo TRE
CRÉDITO: Divulgação

Ao contrário do que foi divulgado no Portal Tribuna do Vale, no final da tarde de quinta-feira (4), o prefeito reeleito em Carlópolis, Hiroshi Kubo (PSD), ainda não foi julgado em 2ª instância pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) por propaganda irregular no Facebook.

A coligação adversária de Hiroshi “Uma Carlópolis Para Todos”, fez uma representação envolvendo duas acusações contra o candidato na época, mas o TRE ainda não julgou o mérito do recurso, como erroneamente informou o jornal. Ele é acusado de uso ilegal de sua página em rede social, como publicidade institucional mascarada.

A Procuradoria Regional Eleitoral (PRE), órgão vinculado ao Ministério Público Federal (MPF), opinou pela condenação do prefeito pelo uso de suas redes sociais, mas o isentou de culpa pela fixação de placas indicativas de obras em andamento pela prefeitura. Na verdade, tais placas tem caráter informativo para a comunidade, sem caracterizar propaganda institucional irregular.

Por outro lado, as postagens questionadas que tratam de realizações do Poder Público na página pessoal no facebook, na visão do Ministério Público, tem caráter de uso político. Elas abordaram realizações como o andamento das obras no Hospital São José; benfeitorias de paisagismo realizadas no Centro de Diagnóstico por Imagem do Município de Carlópolis; e, anúncio de reforma futura do CMEI Anizara Rossi Salles.

Desta forma, para o MPF, as publicações realizadas mostraram o nítido caráter de informação e promoção pessoal dos atos da prefeitura. E diante da situação, a Procuradoria Regional Eleitoral manifestou-se pelo conhecimento da denúncia, dando parcial provimento do recurso eleitoral interposto pela Coligação “Uma Carlópolis para Todos”.