Siqueira Campos deve ter pedágio com novas concessões de rodovias

Implantação de praça está prevista em pacote de privatizações; pedágio em Jacarezinho será mantido 

Da Redação 

Trecho da PR-092 em Siqueira Campos terá cobrança de pedágio com duplicação da rodovia

Siqueira Campos deve ser o local da nova praça de pedágio prevista para a região no pacote de concessões de rodovias feito pelo governo do Estado, que ainda prevê a duplicação dessas estradas. A princípio o ponto de cobrança seria instalado no entroncamento da PR-092 com a PR-272 (acesso à Tomazina).

O trecho da PR-092 em questão tem uma projeção de tráfego superior a 6 mil veículos por dia e o local de instalação da nova praça é considerado estratégico por evitar que motoristas “fujam” do pedágio, desviando a rota por Tomazina tendo acesso a Wenceslau Braz com possibilidade de retornar à rodovia com acréscimo de poucos quilômetros a mais no percurso.

A duplicação da PR-092 deve contemplar todo o trecho entre Santo Antônio da Platina a Jaguariaíva, com uma extensão de mais de 110 quilômetros de extensão. Há anos o governo do Estado estuda a execução da obra, mas o projeto só terá viabilidade com a privatização da rodovia.

A duplicação deste trecho da PR-092 é uma reivindicação antiga de todo o Norte Pioneiro e já foi amplamente debatida pela Amunorpi (Associação dos Municípios do Norte Pioneiro), lideranças e comunidade em geral. Ter uma rodovia devidamente estruturada é vista como peça fundamental para o progresso da região, por beneficiar diretamente o turismo e o escoamento da produção regional. 

JACAREZINHO

A polêmica praça de pedágio da BR-153 em Marques dos Reis, município de Jacarezinho já quase na divisa com São Paulo, deve continuar em operação, de acordo com o cronograma inicial do pacote de concessões.

Atualmente sob concessão da Econorte, a praça é alvo de uma disputa judicial que já dura mais de 10 anos por uma suposta irregularidade em sua instalação. A cobrança originalmente se restringia a BR-369, entre Cambará e Andirá. Entretanto, em meados dos anos 2000, o pedágio foi transferido para Jacarezinho e passou a abranger também a BR-153 após a rodovia ser cedida à empresa sem licitação.

Desde então o Ministério Público Federal pede que a cobrança seja suspensa. Por mais de uma vez o pedágio retornou ao local de origem, mas liminares conseguiram devolver e manter a praça a Jacarezinho.

De qualquer forma, a concessão à Econorte acaba no fim deste ano e o local deverá ser mantido como pedágio pela próxima administradora das rodovias. 

PARANÁ

Em todo o Paraná estima-se que serão implantados novos 15 praças de pedágio, saltando das atuais 27 para 42 postos de cobrança. O leilão das concessões acontecerá ainda neste ano e a instalação dos novos pedágios tem previsão de acontecer até o segundo ano de vigência do contrato.