Procon-PR reforça alerta sobre golpe por transferências do PIX

Em Santo Antônio da Platina, polícia civil já registrou duas vítimas do golpe

Delegado alerta sobre ligações ou mensagens onde o suposto atendente solicita dados e informações particulares
CRÉDITO: Divulgação

Da Redação com AEN


Em meio a uma série de crimes virtuais, o Procon do Paraná faz um alerta aos consumidores sobre golpe através do PIX (meio de pagamento eletrônico) principalmente através do aplicativo WhatsApp. Em Santo Antônio da Platina, o delegado da 38ª Delegacia Regional de Polícia, Rafael Guimarães, também já alertou e orientou a população sobre o golpe. Apesar de ser uma fraude recente, a Polícia Civil já registrou duas vítimas do golpe no Município.

As transações pelo PIX são feitas através de três possíveis chaves, que podem ser: pelo CPF, número do celular ou e-mail. O crime inicia quando um golpista consegue invadir a conta do WhatsApp e manda mensagem para os contatos da conta clonada pedindo alguma transferência via PIX.

O Procon destaca que as transferências pelo PIX são feitas quase que instantaneamente, em até 10 segundos. Por isso, dificulta, e muito, reverter a situação (reembolso) após o golpe.

Guimarães alerta para que os consumidores sempre desconfiarem de ligações ou mensagens onde o suposto atendente solicita dados e informações particulares. “Os golpes digitais sempre começam assim. Por isso, nunca forneça sua senha por telefone ou digite em mensagens por SMS e WhatsApp e não clique em links enviados por e-mail ou SMS”, orienta o delegado.