Santo Antônio da Platina

Intolerância de empresa causa revolta contra Zona Azul

Moradores manifestaram indignação nas redes sociais por abusos em multas contra motoristas

Morador que excede o tempo do cupom é multado em R$ 20
CRÉDITO: Antônio de Picolli

Da Redação com Tá no Site


Com praticamente um mês de funcionamento, o estacionamento rotativo Zona Azul, em Santo Antônio da Platina já coleciona diversas críticas na internet. A principal reclamação é contra a intolerância da empresa que ganhou a licitação ao extrapolar o horário comprado. Quem passar poucos minutos após o pagamento do horário adquirido pela vaga, tem que desembolsar uma “multa” de R$ 20 – que se não for paga no prazo de cinco dias, estará sujeito a infração de trânsito, no valor de R$ 195 e mais cinco pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Outra questão que tem causado indignação refere-se à ausência dos cobradores da empresa, que nem sempre estão nas proximidades onde o veículo estaciona. Quando o condutor retorna ao carro, se depara com a multa, quando na verdade o erro foi de quem deveria estar no local para cobrar.


Internauta, Wellington Marques, fez uma transmissão ao vivo expressando sua indignação
CRÉDITO: Reprodução

Um dos indignados com a multa de R$ 20 nos veículos é um empresário que manifestou sua revolta numa gravação em vídeo exposto na internet. Ele alega falta de funcionários para atender a demanda na rua do seu estabelecimento. Para o comerciante, a garantia de rodízio não está sendo cumprida, porque só visam o dinheiro através da aplicação de multas. A publicação teve bastante repercussão, que rendeu quase 150 compartilhamentos e muitos comentários contra a empresa operadora dos serviços, onde classificam como cobrança abusiva.

Outro internauta, identificado como Wellington Marques, revoltado com a situação foi até o escritório da empresa para reclamar e acabou se deparando com uma fila de pessoas que estavam lá pelo mesmo motivo. Para expor a sua indignação e dos presentes, ele realizou uma transmissão ao vivo (live), onde várias pessoas se manifestaram contra a empresa.

O vídeo de uma hora rendeu 1.300 compartilhamentos nas redes sociais e muitas críticas. “Precisamos de um advogado que nos ajude. Não estamos nos negando a pagar, pelo contrário, queremos o trânsito organizado. Mas não queremos injustiça”, reclamou.

Escritório do Pare Fácil forma fila de pessoas para pagar multa
CRÉDITO: Reprodução

Marques ficou ainda mais ofendido porque o funcionário foi sarcástico ao falar sobre a multa. “Onde vamos chegar com isso? Eles disseram que mesmo que eu entre com advogado eles ainda ganham a causa. Ele riu da minha cara. Não podemos aceitar isso quietos. Não para de chegar pessoas no local. Pelo certo, tinha que ser notificado, para a pessoa ficar ciente, mas isso não está acontecendo”, disse.

Outras pessoas que participaram da live reclamaram ainda mais da empresa “O maior do absurdo é que se não pagar os R$ 20 dentro de cinco dias, pode gerar uma multa de R$ 195 mais pontos na carteira de habilitação”, disse uma das pessoas não identificadas.

Em outro momento, até morador de fora estava reclamando que não sabia como funcionava a política da Zona Azul, desaprovando a multa de R$ 20 por apenas alguns minutos. “Pior que eu que avisei a moça da Zona Azul que ia ficar só alguns minutos e ela me disse que não teria problema. Mas quando eu voltei no veículo, tinha uma multa no meu carro”, lamentou outro morador.

Outro lado

A G2 Empreendimentos e Logística Ltda, empresa responsável pela Zona Azul em Santo Antônio da Platina, esclarece que antes da aplicabilidade das normas municipais de estacionamento rotativo foi realizado, durante período de quase um mês, orientação nas ruas, utilizando inclusive multa educativa.

De acordo com a G2 Empreendimentos e Logística LTDA existem quatro opções de pagamento da tarifa do estacionamento rotativo: lojas autorizadas, parquímetros, o próprio funcionário amarelinho e por meio do aplicativo Pare Fácil, que pode ser baixado por meio do endereço eletrônico https://play.google.com/store/apps/details?id=br.com.sistemaexpert.parefacil

A G2 Empreendimentos e Logística Ltda esclarece ainda que, embora tenha a opção das lojas e parquimetro, se estiver longe o motorista corre o risco de ser autuado nesse intervalo de tempo para aquisição do ticket, pois o funcionário não tem como saber o tempo que o veículo está parado. Portanto, a orientação é para que o motorista não deixe o veículo antes de pagar pelo estacionamento.

Entretanto, o mais prático e fácil, conforme a G2, é o App Pare Fácil, pois toda vez que o motorista estaciona o carro ele aciona o serviço pelo aplicativo evitando o problema de pagamento da tarifa.

Multa

A multa está fixada em R$ 20,00, sendo possível utilizar R$ 10,00 em estacionamento e os outros R$ 10,00 revertidos para o Fundo Municipal de Trânsito para melhorias em sinalização viária.

ASSISTA O VIDEO NO LINK

Deixe um Comentário