PM prende homem que atropelou e matou criança em Quatiguá

Menino de dois anos teve morte instantânea e condutor fugiu sem socorrer a vítima

Imprensa PMPR


Na noite de terça-feira (22), Policiais Militares foram acionados pelos funcionários do Hospital de Quatiguá, pois havia acabado de dar entrada naquele local, um menino dois anos, Murilo Matias da Rocha Silva, vítima de atropelamento, em que a criança havia entrado em óbito.

Diante disso, confirmando o fato, os policiais iniciaram as diligências e foram informados que o autor do atropelamento não parou para dar socorro ao menino, fugindo em alto velocidade com o veículo.

Colhendo mais dados com testemunhas, os policiais foram informados que o carro envolvido no acidente se tratava de VW/Gol, cor prata. Também conseguiram levantar a identidade do condutor e morava na mesma rua do local dos fatos.

As equipes policiais então saíram no encalço do suspeito e fizeram contato com o pai dele, também morador do Bairro Nair Bueno, que informou que o filho chegou a sua casa, estava muito nervoso e falou sobre o atropelamento. Ainda segundo o pai do atropelador, o filho saiu rapidamente indo para casa de um tio, localizada no Distrito Barro Preto, município de Tomazina.

Com esta informação e pela gravidade dos fatos, o pai do suspeito acompanhou os policias até distrito e, na residência localizada na Rua João Delmora, localizaram o rapaz acusado do atropelamento.

Ele foi identificado, 29 anos, como sendo a pessoa relatada pelas testemunhas. Indagado sobre os fatos, confirmou que realmente ser ele o autor do atropelamento.

Ainda neste local, foi encontrado o veículo envolvido no acidente, um VW/Gol, cor prata, que estava com a placa de identificação coberta com um pano, colocada pelo autor para dificultar sua localização.

Foi constatado que o autor do atropelamento também não possuía CNH. Ele aceitou fazer o teste do etilômetro, que não constatou presença de bebida alcoólica, comprovando, portanto, que não estava embriagado no momento do teste.

Ele recebeu voz de prisão e foi encaminhado para Delegacia de Polícia local. As demais circunstâncias do atropelamento, tais como velocidade do veículo, como se deu ida da criança à via pública e outros fatos relevantes serão apurados através de inquérito policial.