Covid-19 Saúde

UENP encerra ações da Chamada da Fundação Araucária de combate à Covid-19

Através da Chamada 09, foram selecionados 102 bolsistas da UENP para atuar no combate ao Coronavírus.

Da assessoria

Publicada em 19 de março de 2020, pela Fundação Araucária de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Estado do Paraná (FA), em parceria com a Superintendência Geral de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (SETI) e a Secretaria de Estado da Saúde (SESA), a Chamada Pública 09 tinha por objetivo conceder quotas institucionais de bolsas de extensão às Instituições Estaduais de Ensino Superior (IEES) do Estado do Paraná, para o desenvolvimento de projetos extensionistas voltados a ações de Prevenção, Cuidados e Combate à Pandemia do novo Coronavírus.

Dentre as áreas de ação dos bolsistas, estavam o atendimento em Centrais de Informação, atenção às divisas rodoviárias do Paraná, atuação junto às Regionais de Saúde e junto ao Laboratório Central do Estado (LACEN) e ao Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (CIEVS). Foram desenvolvidos projetos nas Universidades Estaduais de Londrina (UEL), Maringá (UEM), Ponta Grossa (UEPG), do Oeste do Paraná (Unioeste), do Centro-Oeste (Unicentro), do Norte do Paraná (UENP) e na Universidade Federal do Paraná (UFPR).

Na UENP, as ações foram coordenadas pela pró-reitora de Extensão e Cultura da UENP, Simone Castanho, em conjunto com o diretor de Extensão da UENP, Rui Gonçalves, e a professora do curso de Enfermagem da UENP, Natália Guerra, que foram os coordenadores regionais. Os bolsistas da UENP tiveram atuação na Central de Informações, nas divisas rodoviárias nos municípios do Norte Pioneiro, junto às Regionais de Saúde e a Política Científica, no Instituto Médico Legal de Jacarezinho.

Foram selecionados 102 bolsistas pela UENP, que atuaram em 25 municípios do Norte Pioneiro. Para a 18ª Regional de Saúde, que corresponde a 15 municípios, foram designados 27 bolsistas, e a 19ª Regional de Saúde (10 municípios) recebeu o apoio de 75 bolsistas. Ao longo de nove meses de atuação, de março a dezembro, a 19ª RS realizou mais de 319 mil atendimentos e a 18ª RS atendeu aproximadamente 61 mil pessoas.

Central de Informações

A Central de Informações da UENP começou a atender em abril e realizou mais de 900 atendimentos, em que foram realizadas orientações sobre a Covid-19, esclarecimentos de dúvidas e teleconsultas de enfermagem. Através da Central, em setembro, foi realizada uma ação, por solicitação da Secretaria Municipal de Bandeirantes, de prevenção com 142 empresas do município, para verificar se estavam adotando as medidas de precaução estabelecidas no plano de contingência. A Central também gerencia uma conta no Instagram, com postagens sobre prevenção, grupo de risco e orientações para profissionais da saúde.

Segundo Aline Balandis, professora de Enfermagem que atua na Central de Informações, a atuação da Central foi muito importante pela quantidade de pessoas que conseguiram atender e evitar sobrecarregar o serviço presencial. “Os atendimentos eram somente no Norte Pioneiro, mas tivemos ligações de outras regiões do estado, que encontravam o número e ligavam para tirar informações. Do total de ligações que recebemos, apenas 14% foram encaminhadas para clínicas de referência, isso faz com que a gente não sobrecarregue o serviço de atendimento presencial. Conseguimos filtrar muito bem o atendimento, o que é positivo diante do cenário, pois evita aglomerações, evita que o paciente fique circulando e evita sobrecarregar o sistema, o serviço de atendimento presencial”.

Barreiras Sanitárias

Nas divisas rodoviárias da região, os bolsistas atuavam em barreiras sanitárias e nos postos de conexão, onde orientavam os motoristas e passageiros sobre o novo coronavírus, se necessário, aplicavam o teste rápido e faziam vacinação de Tríplice Viral e Influenza. Foram aplicadas 62 vacinas e realizados mais de 50 testes rápidos, onde seis resultaram positivos.

Instituto Médico Legal

Em outubro, teve início a atuação de bolsistas junto à Polícia Científica, no Instituto Médico Legal (IML) de Jacarezinho, desde então, mais de 130 pessoas já foram atendidas. O auxílio se dá, principalmente, na realização de exames de corpo de delito, nos cuidados para que não aconteça a contaminação pelo coronavírus durante os procedimentos do exame.

Para a professora Simone, a rápida atuação do Estado, através da Chamada 09, foi essencial no combate à pandemia. “O projeto, realizado pelas Instituições de Ensino Superior, foi uma das respostas rápidas que o Estado, de modo geral, deu à pandemia da Covid-19. Foi criada uma linha de frente sólida composta por alunos, professores e profissionais da área da saúde. A pandemia ainda nos desafia, mas tenho a certeza de que, com muito trabalho e engajamento, venceremos”.

As ações da Chamada 09/2020 nas divisas e nas Unidades de Saúde se encerram em dezembro de 2020. A Central de Informação, a atuação dos profissionais de Saúde nos Campi da UENP e junto à Polícia Científica vão continuar em 2021.

Deixe um Comentário