Cultura Ribeirão do Pinhal

Artistas de Ribeirão do Pinhal gravam vídeos em projeto de incentivo a cultura da Lei Aldir Blanc

No total 26 artistas locais se inscreveram em diversas modalidades artísticas e vão receber, divido em partes iguais, o recurso que foi destinado ao município

Todos os artistas inscritos foram aprovados e tiveram seus vídeos gravados
CRÉDITO: DIVULGAÇÃO/PREFEITURA DE RIBEIRÃO DO PINHAL

Assessoria


Os artistas de Ribeirão do Pinhal que se inscreveram no Edital de chamamento público para incentivo à cultura participaram esta semana das gravações dos vídeos documentários que fazem parte do projeto.

No total 26 artistas locais se inscreveram em diversas modalidades artísticas e vão receber, divido em partes iguais, o recurso que foi destinado ao município pela Lei Aldir Blanc, no valor total de aproximadamente R$ 110 mil. Não houve a necessidade de selecionar os inscritos, todos que efetivaram a inscrição foram aprovados.

Para alguns, participar da gravação do vídeo foi um desafio, porque embora estejam envolvidos com a área cultural nunca se imaginaram ter seu talento registrado em vídeo. Como é o caso da artesã Lenice de Faria. “Participar desse projeto pra mim foi marcante, pois além de receber esse recurso que irá ajudar no investimento do nosso trabalho, podemos através do vídeo contar um pouco da nossa trajetória, onde as pessoas irão conhecer o nosso trabalho, a nossa arte”, revela Lenice.

Os artistas também se dedicaram com muita emoção para produção dos vídeos. Um exemplo da emoção é de Samoel Lemes que cantou uma música de autoria própria sobre a família. “Preparei uma música que eu mesmo fiz e na hora da apresentação me lembrei muito do meu pai e me emocionei”, relembra.

O cantor Luiz Miguel de Oliveira também ficou feliz com a oportunidade. “O sentimento é simplesmente de agradecimento pela valorização do nosso trabalho, que por muitas vezes não é reconhecido, dando voz a uma classe artística que quase não é mostrada às pessoas, onde a arte realmente se encontra. A arte pura”, comemora.

Um dos representantes da Comissão de avaliação, Deivid Junior de Melo, considera que a realização desse projeto é muito importante para cultura de Ribeirão do Pinhal. “Todos os artistas que se cadastraram neste projeto estão dedicados e isso é muito bom. Este é um primeiro passo para movimentar a cultura de nosso município, que vai deixar um legado, mas não podemos deixar morrer e quem sabe criar novos festivais com ainda mais talentos”, ressalta.

O escritor Jamil Cioffi Siqueira ressalta a importância do trabalho coletivo para incentivo da cultura. “É interessante a relação da vida e dos caminhos que ela nos proporciona, porque no período anterior a junho de 2020 eu estava desiludido com o andamento da cultura em Ribeirão do Pinhal. Entretanto, acabei descobrindo que o desmonte da cultura está no ambiente nacional, que se agravou de forma desproporcional com o coronavírus. Agora eu sei que nós fazedores de cultura, podemos muito e juntos, fazer a nação brasileira diferente, não podemos nos calar , vamos nos mobilizar muito mais”, enfatiza Jamil. 

TRABALHOS SERÃO PUBLICADOS NAS REDES SOCIAIS E CANAIS DA PREFEITURA

Em Ribeirão do Pinhal, edital foi elaborado como uma forma de premiação de fomento à cultura
CRÉDITO: DIVULGAÇÃO/PREFEITURA DE RIBEIRÃO DO PINHAL

Os vídeos serão divulgados nas redes sociais e no canal da Prefeitura Municipal. Também farão parte do acervo cultural da Secretaria Municipal de Educação e Cultura.

Esse recurso veio para o município através da Lei nº 14.017 de 29 de junho de 2020, Lei Aldir Blanc de apoio à cultura, com a finalidade de atender ao setor cultural do Brasil, um dos mais afetados com as medidas restritivas de isolamento social impostas em razão da pandemia de Covid-19, destinando para tal, o valor de três bilhões de reais. A lei homenageia o músico Aldir Blanc, um dos primeiros artistas mortos em razão da pandemia.

Aqui em Ribeirão do Pinhal com base no Artigo 2, inciso III da Lei Aldir Blanc o edital foi elaborado como uma forma de premiação de fomento à cultura de Ribeirão do Pinhal, prestando uma homenagem ao artista plástico Tupã Paraná Nicolau. Que trabalhou no ramo de artes visuais, onde confeccionava: faixas, placas, painéis, outdoor, pinturas de quadros e deixou sua marca registrada na obra de arte pintada no Santuário do Divino Espírito Santo de Ribeirão do Pinhal, onde pintou a Santa Ceia no altar da igreja a pedido do também saudoso Padre André. 

Leave a Comment