Santo Antônio e Guapirama se destacam no Agrinho 2020

Alunos são premiados nas Olimpíadas Rurais, categoria Jovem Agricultor Aprendiz (JAA)

Aluna Marlene Eduarda Amadeu, foi a premiada pelo Colégio Estadual David Carneiro, em Guapirama
CRÉDITO: Arquivo

Da Redação


Os municípios de Santo Antônio da Platina e Guapirama conseguiram se destacar na premiação do Agrinho 2020 – maior programa de responsabilidade social do Sistema FAEP, resultado da parceria entre o Senar e o governo do Paraná.  

O tema deste ano abordou a importância do combate à dengue, bem como, a prevenção da água. E para a solenidade de entrega da premiação, o Sindicato Rural Patronal de Santo Antônio da Platina (que abrange ambos os municípios vencedores) foi representado pelo presidente José Afonso Junior e pelo vice-presidente Gustavo Jesper Teixeira. O supervisor do Senar, Humberto Valentini Neto também participou da cerimônia de entrega.

Gabriela Gualter de Oliveira, foi o destaque do Colégio Maria Dalila Pinto, em Santo Antônio da Platina
CRÉDITO: Arquivo

As alunas vencedoras receberam premiação pelas Olimpíadas Rurais categoria Jovem Agricultor Aprendiz (JAA). A aluna premiada em Santo Antônio da Platina foi Gabriela Gualter de Oliveira, do Colégio Maria Dalila Pinto, e, em Guapirama, a aluna destaque foi Marlene Eduarda Amadeu, do Colégio Estadual David Carneiro.

Para o presidente do Sindicato, popularmente conhecido como Junior Afonso, o Programa Agrinho é de suma importância no Norte Pioneiro, pois visa abranger os alunos da zona rural dando mais oportunidade cultural e participativa nas ações da sociedade. “Hoje o Senar tem mais de 200 cursos e nossa responsabilidade vai além de cuidar e apoiar o produtor rural, mas também dar esse tipo de oportunidade aos jovens, filhos dos produtores rurais, que são o futuro no campo. Parabéns as alunas pela dedicação e a todos os envolvidos neste brilhante programa”, enalteceu o presidente.

AGRINHO – Anualmente, o programa envolve a participação de aproximadamente 800 mil crianças e mais de 50 mil professores da educação infantil, do ensino fundamental e da educação especial. O Programa foi criado com o objetivo de levar informações sobre saúde e segurança pessoal e ambiental, principalmente às crianças do meio rural, o Programa se consolida como instrumento eficiente na operacionalização de temáticas de relevância social da contemporaneidade dentro dos currículos escolares.